Futuro

Menos invasivo, procedimento criado por universidade permite identificar câncer de próstata em 1 hora

por: Vitor Paiva

Mais barato e eficaz, o novo teste biossensor desenvolvido por pesquisadores do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da Universidade de São Paulo (USP) é capaz de identificar o câncer de próstata e apontar uma possível predisposição do paciente a desenvolver a doença de forma menos invasiva e mais rápida. Realizado em parceria com o Hospital de Amor de Barretos (SP), o novo método apresenta seus resultados em somente uma hora. Com informações da EPTV.  

Ainda alguns anos de distância de chegar ao mercado por conta do processo de patente e aprovação, a nova tecnologia custa somente cerca de R$ 4 ou R$ 5 por exame, que pode ser realizado através da coleta de urina ou sangue – sem a necessidade do exame de toque retal e teste de sangue de PSA como são os métodos atuais. Segundo o professor Osvaldo Novais de Oliveira Junior, do IFSC, os resultados do novo método são mais específicos e capazes de eliminar outras tecnologias.

A novidade foi testada em 50 pacientes e mostrou eficiências em todos os casos – com capacidade de detectar o câncer ainda em estágio inicial, aumentando com isso as possibilidades do paciente. O novo biossensor consiste em uma lâmina com uma camada de ouro, nanotubos de carbono, quitosana e um pó extraído da casca do camarão. Um equipamento analisa a coleta de sangue ou urina sobre a lâmina, e em uma hora determina o diagnóstico.

 

Publicidade

Foto: foto 1: Wilson Aiello/EPTV/foto 2: Reprodução/foto 3: Reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Autora explica publicação de livro sobre maconha para crianças