Diversidade

Modelo com deficiência de mesma agência de Gisele é sensação em passarela de NY

por: Gabriela Glette


O mundo finalmente vem ressignificado o ideal de beleza feminina nos últimos anos, no entanto, a realidade das ruas é bem diferente das passarelas. Aos 32 anos, a cadeirante Julian Mercado desfilou para a marca The Blonds, na semana de moda de Nova York. Ela é uma das raras pessoas deficientes que atuam no universo da moda e sua participação na semana de moda mais badalada do mundo, escancarou a falta de representatividade. Depois de compartilhar uma fotografia em seu Instagram, ela fez um relato emocionante falando sobre respeito, resiliência e a importância da participação de uma cadeirante no evento.

modelo cadeirante desfile ny 1

A norte americana faz parte da mesma agência de Gisele Bündchen e foi diagnosticada com uma distrofia muscular ainda na adolescência. Cadeirante há mais de uma década, em sua publicação Jilian abre uma importante reflexão e fala do descaso da sociedade em relação aos deficientes: “Este momento foi trazido a você por… toda pessoa que tem uma deficiência em todo o mundo que se sentiu invisível e não ouvida. Nas inúmeras vezes em que todos gritamos por respeito e representação igual. Ou pelos tempos em que outras pessoas falam por nós, não com a gente. Por quando sentimos que simplesmente não pertencíamos a este mundo, porque ninguém pensava que éramos capazes de fazer qualquer coisa.”

modelo cadeirante desfile ny 2

Atualmente algumas marcas começam a perceber a importância de se adaptar e de criar roupas e acessórios para todos os tipos de corpos ao invés de se limitar a apenas um padrão de beleza. Lutando contra o racismo, o icônico designer de calçados Christian Louboutin foi um dos pioneiros a compreender que o conceito de ‘nude’ abordava apenas mulheres brancas, criando uma linha de sapatilhas com diferentes ‘tons de pele’, indo das mulheres mais claras às negras.

https://www.instagram.com/jillianmercado/?utm_source=ig_embed&utm_campaign=loading

Apresentar uma cadeirante em uma passarela é um grande passo para as grandes marcas investirem em representatividade. Leia o relato de Julian na íntegra:

“Este momento foi trazido a você por… toda pessoa que tem uma deficiência em todo o mundo que se sentiu invisível e não ouvida. Nas inúmeras vezes em que todos gritamos por respeito e representação igual. Ou pelos tempos em que outras pessoas falam por nós, não com a gente. Por quando sentimos que simplesmente não pertencíamos a este mundo, porque ninguém pensava que éramos capazes de fazer qualquer coisa. Os momentos em que as pessoas falam com todos sobre nossos problemas ou necessidades, menos sobre nós.

modelo cadeirante desfile ny 4

Este momento é trazido a você por uma jovem que olha por meio de revistas – coleciona-as a ponto de basicamente ser uma tesoureira e assistir à televisão da moda enquanto estuda como ser a melhor da indústria – fascinada pelo mundo da moda e com amor em cada momento do que ela via, mas imaginando se ela realmente fazia parte disto. Pensando se eles realmente a aceitariam por ser exatamente quem ela é, mesmo que ela nunca tenha visto alguém que fosse cadeirante nessas revistas ou na televisão. Imaginar como seria isso não passava de um sonho, uma fantasia. Quando lhe disseram repetidas vezes que nunca seria possível, que o mundo não estava pronto, que o mundo não lhe daria uma chance. Este momento. Neste exato momento, é para você.
modelo cadeirante desfile ny 5
Eu passei por inúmeras guerras, certificando-me de que esse momento era exatamente como eu imaginava todos os obstáculos que você pode imaginar. A determinação me ajudou a chegar a esse momento e aqueles que acreditaram em mim se certificaram de que era tão perfeito quanto eu sabia que poderia ser.”

Publicidade

Fotos: Instagram


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Estas combinações genéticas confirmam que o legal é ser diferente