Debate

Namorando, Mônica, viúva de Marielle, critica interesse em vida pessoal e não no crime que matou vereadora

por: Redação Hypeness

Parece que a vida sorriu para Mônica Benício. A viúva de Marielle Franco assumiu namoro com a cantora carioca Mariana Íris. A relação entre as duas, que passaram um fim de semana em Salvador, foi oficializada com uma declaração de amor postada pela arquiteta nas redes sociais. A informação é de Fabia Oliveira, colunista do jornal O Dia. 

– 365 dias depois: o mecanismo que matou e protege mandantes da execução de Marielle Franco

“Dengo, obrigada por ser amor. Obrigada por ser paciência. Tem sido lindo caminhar ao seu lado e dividir esse novo tempo. Obrigada por me transformar de novo em mar. Te amo”, escreveu Mônica em uma fotografia das duas na praia da Gamboa, na capital baiana. 

Mônica não gostou da repercussão da notícia

Não demorou para Marina responder ao aceno de afeto da companheira. “Você é incrível. Não perca isso nunca de vista. E continue com seus ouvidos abertos e com essa certeza de que você precisa aprender muita coisa ainda. Esse é o propósito da nossa existência. Nós somos muitas, diversas e te amamos”, disse. 

Mônica revelou que as duas se conheceram na militância. “A voz de Marina me motivava a ocupar espaços e me abria os olhos para um horizonte mais amplo no mundo. Marina foi abrigo, foi colo paciente, companheira e no sentido amplo da palavra. Aos poucos, ela me ajudou a novamente abrir os olhos e ver que ainda há muito amor, muita vida e um horizonte infinito para contemplar”. 

– São Paulo terá Praça Marielle Franco e placas explicando os nomes das ruas

A notícia, no entanto, causou desconforto para Mônica, que questionou o interesse das pessoas em sua vida pessoal e não em saber que mandou matar Marielle Franco. Ela aproveitou para negar a hipótese de noivado, “não faz parte dos planos das nossas vidas pessoais”. 

“Fui surpreendida na manhã desta terça-feira com a notícia de que eu estaria noiva, como já fora especulado em ocasiões anteriores com outras personalidades públicas. Neste momento, eu tenho um relacionamento, mas noivado não faz parte dos planos das nossas vidas pessoais. Mas ainda acredito que o maior interesse público deveria ser em outra questão que é cobrar justiça ao Estado brasileiro que ainda não respondeu quem mandou matar Marielle e quais as motivações desse crime”, explicou em conversa com a Marie Claire. 

View this post on Instagram

2 de fevereiro, dia de Iemanjá. A rainha das águas, que rege os mares e nossas emoções. 02/02/2020 é uma data de mão dupla – de trás para frente também se lê: 02022020 – com somatório igual a 8, que simboliza a intermediação entre o céu e a terra, o ilimitado, infinito…sem início e sem fim. . 2 de fevereiro, dia de Marina Iris ( @marina_iris ) . A Rueira que se revelou Voz Bandeira, a que me lembra com sua calma que o tempo não é meu e que é preciso ter calma para caminhar com segurança. Nos conhecemos na militância e a voz de Marina me motivava a ocupar espaços e me abria os olhos para um horizonte mais amplo no mundo. Marina foi abrigo, foi colo paciente, foi companheira no sentido amplo da palavra. Aos poucos, ela me ajudou a novamente abrir os olhos e ver que ainda há muito amor, muita vida e um horizonte infinito para contemplar. . Dia 2 de fevereiro é uma das datas mais fortes, mais intensas e mais bonitas do ano. Marina é uma força da natureza, não poderia mesmo ter nascido em outra dia. . Dengo, obrigada por ser amor. Obrigada por ser paciência. Ontem, foi lindo dividir o bolo de aniversário e o parabéns com vc. Tem sido lindo caminhar ao seu lado e dividir esse novo tempo. Obrigada por me transformar de novo em mar. Te amo. . 📸 @nayjinknss . #VozBandeira #odoya

A post shared by M O N I C A B E N I C I O (@monicaterezabenicio) on

Quem mandou matar Marielle?

O assassinato de Marielle Franco segue sem respostas. A última informação é do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), que aponta relação ‘promíscua’ entre Ronnie Lessa – preso acusado de matar a quinta vereadora mais votada do Rio e o ex-chefe de investigação da 16ª DP (Barra da Tijuca), Jorge Luiz Camillo. 

O MP diz que Jorge e Ronnie combinaram o roubo de máquinas caça-níqueis apreendidas pela Polícia Civil.

View this post on Instagram

Que o Estado brasileiro vem se mostrando irresponsável e descompromissado no que diz respeito à resolução do assassinato de uma mulher democraticamente eleita na capital do Rio de Janeiro não é mais uma novidade. Também não é mais novidade que a imagem da Marielle se tornou um símbolo de representatividade, de resistência e de luta não só no Brasil, mas no mundo. Embora alguns “representantes” políticos se neguem a aceitar, Marielle é hoje o maior símbolo de representatividade real do povo brasileiro. Esse #tbt é uma nota de repúdio ao veto do Governador do Distrito Federal, que de forma vergonhosa e lamentável, sob justificativa torpe de que Marielle nada teria feito pela população da capital do Brasil, negou a proposta de nomear uma praça com o nome dela. É lamentável que ainda tenhamos posicionamentos como esse. É lamentável que, em tempos de política de ódio, tenhamos que explicar o óbvio diariamente. Explicar que uma vereadora assassinada há 680 dias (quase 2 anos) ainda sem resposta para sua morte, é um atentado à democracia. O ano de 2020 chegou com futuro já envelhecido, mas seguiremos gestando o futuro novo, democrático, justo, onde políticos medíocres não estarão mais no poder e o óbvio não terá mais que ser explicado. Por enquanto a gente ainda o explica: Pedir Justiça para Marielle é pedir um Brasil mais justo e igualitário para todas, todos e todes. É pedir um Brasil seguro para as mulheres, para a população negra, indígena, quilombola, LGBTI+, pobre. Até quando teremos que explicar? Até quando teremos políticos que não representam o povo? Até quando teremos que perguntar QUEM MANDOU MATAR MARIELLE? . 📸 Monica Benicio . #tbt #QuemMandouMatarMarielle #JustiçaParaMarielleEAnderson #680DiasSemEla #EuEstouComEla #MarielleFranco

A post shared by M O N I C A B E N I C I O (@monicaterezabenicio) on

Publicidade

Foto: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Sobrinho de Pablo Escobar encontra R$ 100 milhões em antigo apartamento do tio