Roteiro Hypeness

Roteiro prático da 25 de março para compras de Carnaval

por: Gabriela Rassy

A época mais festiva e criativa do ano chegou! O Carnaval desperta os mais divertidos personagens que guardamos na memória e logo vem aquela vontade de transformar a casa num barracão e montar diferentes fantasias. Em São Paulo, o point para quem quer confeccionar ou comprar roupas e adereços de Carnaval é a maravilhosa 25 de Março.

Nos limites da Ladeira Porto Geral e da Av. Senador Queiroz, se expandindo ainda para as ruas paralelas, todo um mundo de tecidos, plumas, brinquedos e brilhos a serem explorados. Na loucura de pessoas vendendo na rua, lojas, galerias e armarinhos, é possível achar tudo que você procura – inclusive pr’além do Carnaval.

Para te ajudar na missão de encontrar o caminho das pedras da rua de comércio popular mais famosos da cidade, montamos um roteiro definitivo com o melhor do melhor. Preparades? Então pegue seu bilhete de metrô e nos encontramos na São Bento!

Primeiros Passos

Vá de mochila para ser mais prático carregar suas compras e não fique vacilando com o celular. É legal levar dinheiro vivo já que algumas lojas não aceitam cartão, mas também para você agilizar seu processo de compra – esse passeio pode durar boas horas. Já garanta seu bilhete de metrô para voltar, assim, caso você fiquei até o horário de pico, não pega uma filona para ir embora.

Ladeira Porto Geral

Esse é o ponto de partida, logo na saída do metrô. Duas das maiores lojas com artigos de festa estão ali, sendo um lugar prático para matar várias compras. Por serem as mais primeiras na chegada à 25, ficam mais cheias e fazer as compras por ali pode ser mais caro e caótico, mas não indo no final de semana já ajuda muito.

Ali fica o Porto Geral Shopping, que tem ótimas lojas de makes e acessórios. Num dos primeiros corredores fica a Johnny Bijouterias, loja com a melhor oferta de brincos e colares – alguns podem se repetir em outras lojas, mas ali estavam os mais coloridos. No mesmo andar, na Casa Belleza, encontrei glitter em formatos maiores que são para unha, mas super possível de usar no rosto. As torres com 9 cores saem a R$ 10.

Ainda no térreo, tem a Mauro Bijouterias, onde encontrei delineador neon (meio salgado, vendido a R$ 25, porém lindo) e várias pochetes de cores e tamanhos diferentes. Lá só aceita dinheiro, mas vale muito entrar. Para quem está sem tempo, a Mauro tem um site ótimo que oferece compra online também. Já no andar de baixo, tem um corredor inteiro de óculos com opções por R$ 20.

Rua Varnhagen

Descendo a Ladeira, a esquerda, tem uma rua sem saída que não deve passar despercebida pelo caminho da pessoa carnavalesca. Logo na esquina tem a Bendita Seja, talvez a loja mais linda para quem quer comprar apetrechos prontinhos. Lá tem as tiaras mais lindas, as bolsinhas e pochetes plastificadas mais fofas e os brincos mais divertidos. Sim, ela é a mais cara da região também. Uma tiara com plumas, flores e brilhos sai de R$ 49 para cima. Mas para quem não vai ter tempo nem saco para fazer a sua própria, ali é tem as melhores opções.

No meio da rua tem a Galeria Gaivota, que funciona ali desde 1959, tem também saída para a 25 de Março. Ali dá para se perdem bem, viu? Tem perucas babadeiríssimas da Milla Cabelos, que são as mais lindas. As mais em conta saem por R$ 50 e valem para a vida toda. Para perucas mais baratex e coloridas, só subir para as lojas de fantasias. Para tecidos, tem a loja A Gaivotinha com boas opções e preços.

A última loja da rua é a Carnival, que tem uma pegada mais de escola de samba. É o lugar para comprar plumas, armações de ferro para cabeça, potes de glitter simples – não são do tipo bem fininho, mas um pote razoável sai a R$ 8,90. Ali tem ainda fantasias prontas das mais simples às dignas de rainha de bateria, miçangas para você fazer a sua arte, perucas divertidas e confete.

25 de Março

Chegamos na rua em si! Ali, além das lojas, tem um mar de barracas e ambulantes vendendo de um tudo. Dá para achar maiôs, shortinhos e tops dourados e prateados (tenha em mente que o brilho pode sair na primeira lavada, então negocie o preço e avalie se é uma boa compra), além de alguns em neon.

 

Não pode experimentar e é tudo tamanho único, então vale uma atenção maior sem empolgação do momento. Já comprei coisas que deram muito certo e coisas que me arrependi. As hot pants (R$ 20) não têm um caimento legal, mas podem funcionar para base de uma fantasia.

Uma gigante da 25 é a Niazi Chohfi, que é praticamente um shopping. Tem 9 andares de tecidos, decoração e artesanato, além de artigos de cama, mesa e banho. A vantagem dela é que também dá para comprar pela internet, mas indo até o centro da para escolher os tecidos e ainda dar uma passadinha no café que fica no último andar para provar os doces árabes e portugueses.

Rua Cavalheiro Basílio Jafet

Essa é a continuação da Ladeira Porto Geral e foi ali que encontrei o melhor preço para comprar confete e meia arrastão – que só tinha preta, mas saiu a R$ 9,90. São muitas lojinhas com os itens de Carnaval pendurados para fora. Vale a parada para almoçar no Monte Líbano, que fica na altura do número 38 desde 1973. Eles servem pratos quentes, frios, grelhados e esfirras, além de um rodízio boladão na versão normal e VIP.

Voltando às comprinhas, para quem quiser montar fantasia com esculturas de isopor, a boa é chegar na Só Isopor. Essa dica pegamos no guia absolutamente perfeito que o pessoal do Sungolé fez no Instagram. Inclusive recomendo fortemente dar uma checada por lá e provar os sacolés dessa galera linda.

Rua Comendador Abdo Schahin

Na galeria que fica no número 114, tem a loja Adesimantas no 6º andar. Ali é um paraíso de adesivos de strass e pérolas, além de saias e lenços com franjas, lantejoulas e moedas para montar uma fantasia cigana. A loja vende também algumas tiaras decoradas e saquinhos com glitter.

Mais uma dica de restaurante árabe para matar a fome durante as compras na 25: o Raful está no número 118 deste 1960 e é sem dúvida um dos melhores da região – você vai notar a fila. As esfirras e pastas são deliciosas!

Rua Barão de Duprat

Impressionante como algumas coisas são difíceis de achar, mas depois de rodar muito encontramos animais como cobras e aranhas de borracha na Camicado. Entrar ali só é um perigo por que você pode sair carregando itens para casa e doces – tudo ótimo e com bom preço.

Como já é um pouco mais afastada, tem bons preços para artigos mais simples como tiaras com orelhas de oncinha e confete. Para comprar plantas artificiais, além da Camicado, que vende frutas de plástico e isopor, tem a Vivenda das Flores. Para mais plantas com um precinho mais justo tem uma sequência de lojas na paralela da Barão, a Rua Cantareira.

Na esquina com a Assad Abdala tem uma sequencia de lojas com luzes que funcionam a bateria. Perfeitas para montar um look “Minha Luz É de Led” ou na linha tecnobrega. Tem as que funcionam com pilha e as de rolha, que são usadas para enfeitar garrafas, e são mais leves para carregar no corpo. Só vale deixar bem protegida com plástico para não molhar na chuva.

Publicidade

Fotos: Gabriela Rassy


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Celebridades ‘posam’ ao lado de versões mais novas delas mesmas