Diversidade

Sem pernas e braços por doença, jovem arrasa como influencer de beleza

por: Vitor Paiva

Com somente dois anos de idade, Hannah Oletaju teve de amputar seus parte de seus braços e suas pernas a fim de salvar sua vida da meningite. Hoje com 20 anos, Hannah se inspira em sua própria lembrança infantil para seguir em seu trabalho como influencer de beleza: ter crescido sem ver nenhuma imagem de alguém como ela nas mídias gerais é a justa falta de representatividade que ela luta para preencher.

Com cerca de 105 mil seguidores no Instagram, ela registra suas experiências de vida nas redes sociais para aumentar a auto-estima das pessoas que a acompanham. “Acho muito importante que pessoas como eu, e neste caso, me refiro a pessoas que não são vistas como normais, sejam vistas em circunstâncias normais. Por que precisamos mostrar às pessoas que somos iguais a elas”, comenta Hannah – que não se esforça em nada para esconder quem é: o nome de seu perfil no Instagram se traduz em “Hannah, a amputada”.

Acima, Hannah ainda criança

Apesar do trágico ocorrido em sua infância, Hannah afirma que ter crescido em uma casa amorosa lhe trouxe confiança para crescer de cabeça erguida – e, mesmo hoje, para lidar com os eventuais comentários maldosos virtuais. “As trollagens não me incomodam, eu sei quem sou e tenho uma cabeça bem seletiva”, ela diz. “São somente pessoas na internet. As mídias são sociais são totalmente fakes”.

E para quem a tentar definir pelas ditas diferenças, ela tem a melhor resposta: “A única diferença entre a gente é que eu tenho menos membros. E, provavelmente, cabelo mais comprido. Quem se importa, entende?”.

Publicidade

© fotos: Instagram/divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Candidata negra é rejeitada em cota por ser ‘bonita’, nas palavras do desembargador