Inovação

Tóquio apresenta medalhas olímpicas feitas com material reciclado

por: Vitor Paiva

O Comitê Olimpico Internacional compreende que os Jogos Olímpicos ou serão sustentáveis ou não mais acontecerão – pois não teremos mais futuro sem um profundo compromisso ambiental. Para começar a fazer sua parte, a organização das Olimpíadas de Tóquio revelaram que as medalhas dos jogos que começarão em julho desse ano são feitas exclusivamente com material reaproveitados – ouro, prata e bronze reciclados pelo trabalho do designer Junichi Kawanishi.

As medalhas foram feitas a partir de metais extraídos de aparelhos eletrônicos, que utilizam os três materiais em peças diversas. As medalhas de ouro são feitas com 550g de prata reciclada coberta por 6g de ouro, também reciclado. Já a medalha de prata é feita com os mesmos 550g do material, enquanto a de bronze leva 450g de bronze vermelho.

As faixas nas quais as medalhas são penduradas também são feitas com material reaproveitado – de fibras de poliéster recicladas, desenhadas para parecerem modernas e, ao mesmo tempo, lembrarem os padrões dos tradicionais quimonos japoneses.

Para assinar o projeto das medalhas, Kawanishi venceu outros 400 designers em um grande concurso público. Segundo comunicado, seu desenho buscou canalizar luz e brilho, procurando a aparência de “pedras brutas e polidas”. As medalhas simbolizam a energia do espírito de amizade entre os atletas, o público e os Jogos Olímpicos de modo geral. A abertura das Olimpíadas de Tóquio acontecerá no dia 24 de julho de 2020.

Publicidade

© fotos: divulgação/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Tão importante quanto Steve Jobs, criador do ‘copiar’ e ‘colar’ morre aos 74 anos