Empreendedorismo

Amazon disponibiliza, de graça, centenas de ebooks acadêmicos

11 • 03 • 2020 às 18:04
Atualizada em 16 • 03 • 2020 às 11:20
Yuri Ferreira
Yuri Ferreira   Redator É jornalista paulistano e quase-cientista político. É formado pela Escola de Jornalismo da Énois e conclui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo. Já publicou em veículos como The Guardian, The Intercept, UOL, Vice, Carta e hoje atua como redator aqui no Hypeness desde o ano de 2019. Também atua como produtor cultural, estuda programação e tem três gatos.

A Amazon é uma das maiores empresas do mundo e adota uma poderosa estratégia de mercado que vem dificultando a vida para milhares de serviços e revolucionando o lifestyle dos americanos e em breve, pode instalar o seu império de maneira decisiva no território brasileiro. E para isso, diversas estratégias têm sido tomadas para o maior país da América do Sul.

Uma delas foi a disponibilização de milhares de e-books gratuitamente. Os livros, publicados pelo selo da Scielo Livros, são teses acadêmicas de doutorado ou dissertações de mestrado. Disponibilizados por editoras universitárias, você pode conferir os títulos, que tratam de uma malha diversa de conhecimentos, nesse link.

Amazon disponibilizou diversos livros acadêmicos gratuitamente em sua loja, conquistando um novo público para s

São temas como psicologia, sociologia, filosofia, gênero, racismo e sexualidade. Outros livros clássicos como ‘Os Sertões’, de Euclides da Cunha, também estão disponíveis gratuitamente. As densas contribuições acadêmicas disponibilizadas pela Amazon em parceria com a Scielo. Para aproveitar a leitura, é necessário ter o app do Kindle em seu celular ou o leitor de e-books.

– Colamos no lançamento da assistente virtual em português da Amazon com show de Pablo Vittar

estratégia agressiva da Amazon

A Amazon fez um forte investimento em 2019 no mercado brasileiro, especialmente com o lançamento do Prime, sua plataforma de streaming que concorre – a um preço muito menor – com o Netflix. A empresa, que tem como padrão de negócios trabalhar com preços muito baixos, margens de lucro muito pequenas e às vezes até prejuízos, precisa conquistar a vida do consumidor brasileiro como conquistou o público estadunidense.

“A entrada da Amazon no país pode parecer lenta, mas não é. Ela tem uma estratégia de longo prazo para o Brasil, país que é muito complexo de atuar. Só após achar o modelo vencedor é que a varejista fica agressiva”, afirmou Alberto Serrentino, consultor da Varese Retail Strategy, em entrevista à Época Negócios em 2019.

Jeff Bezos tem a maior fortuna do mundo e uma das companhias mais bem sucedidas do planeta graças a sua estratégia agressiva de mercado

– Sistema de reconhecimento facial da Amazon pode detectar medo

Com o preço muito abaixo dos concorrentes e muita tecnologia de dados, a empresa dificulta a vida das outras empresas e monta um algoritmo perfeito para os consumidores. Uma reportagem da Exame,  em 2017, afirma que o ‘efeito Amazon‘ dificultou a vida das livrarias no nosso país.

Editoras afirmaram que até 70% de suas saídas de livros vieram da empresa americana, complicando os negócios de vendedores físicos de livros. Desde então, Fnac e Saraiva, duas das principais livrarias de nosso país, encerraram suas operações convencionais no país.

– Com eletrônicos e novas categorias, Amazon anuncia venda direta no Brasil

“É um mercado importante para que eles tenham sucesso. É um mercado onde eles recentemente fizeram uma iniciativa importante e é de certa forma um teste sobre o quanto os consumidores globais são receptivos à proposta de valor da Amazon”, afirmou à Época Ricardo Sfeir, analista da Euromonitor.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Canais Especiais Hypeness