Debate

Canal mostra beleza de Marilyn Monroe tratada no photoshop de acordo com padrões atuais

por: Vitor Paiva

Nenhuma pessoa na história moderna foi de tal forma reconhecida como símbolo de beleza e sensualidade como foi Marilyn Monroe. Curiosamente, porém, se vista pelos paradigmas atuais, a atriz estadunidense desrespeitava o irreal rigor do padrão de beleza de hoje em diversos pontos. Não só ela como as próprias mulheres que hoje são vistas como Marilyn era nos anos 1950 e 1960: nenhuma foto, afinal, é publicada sem o devido (e doentio) ajuste no Photoshop. Mas como Marilyn ficaria se passasse pelos bisturis digitais do programa de edição de fotos?

O canal do Youtube PhotoshopSurgeon decidiu responder tal questão – e alterar uma foto da atriz, adaptando suas medidas e seu corpo real aos parâmetros de hoje, ou melhor, do Photoshop. Nada passou intocado: dos seios aos cotovelos, passando pelos braços e pernas, cintura, joelhos e até mesmo o rosto de Marilyn acabou retocado no experimento digital.

Sobrancelhas e cílios também foram atualizados ao paradigma atual – em pequenos porem significativos ajustes, quase todos dizendo respeito à magreza do padrão de beleza de hoje. A única coisa que permaneceu como sempre foi aparentemente foi mesmo sua icônica pinta.

De fato, a versão adulterada fez com que Marilyn se parecesse mais como uma mulher dos anos 2020 do que com um ícone de beleza do passado. A pergunta que fica, porém, é uma só: entre a naturalidade e principalmente a realidade da primeira imagem, e a precisão e suposta perfeição fake e fabricada da foto editada, quem é mais bonita? A Marilyn como ela era, ou como hoje dizem que ela deveria ser?

Antes…

…e depois.

Publicidade

© fotos: reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Disney coloca aviso de conteúdo preconceituoso em alguns de seus filmes clássicos