Sustentabilidade

Cobra arco-íris é vista na natureza após meio século

por: Vitor Paiva

Uma serpente da espécie conhecida como “cobra arco-íris” foi recentemente vista na floresta nacional de Ocala, no estado da Flórida, nos EUA, por duas mulheres que faziam trilha pela região. O fato vai além de sua beleza rara e estonteante, com suas três cores estampando seu couro: essa é a primeira vez que a cobra é encontrada na natureza nessa região desde 1969 – a última visão havia acontecido há mais de 50 anos.

Endêmica das planícies costeiras do sudoeste dos EUA, a Farancia erytrogramma só é encontrada nessa parte do planeta. Seu sumiço não é, curiosamente, fruto de extinção ou ameaça: trata-se de um animal profundamente reservado, que vive em fendas e escavações próximas a lagos, riachos e pântanos, alimentando-se de enguias, sapos e anfíbios.

A Farancia erytrogramma não é venenosa, e costuma medir entre 90 e 120 centímetros – a casos, porém, em que a serpente alcançou mias de 168 centímetros. Ainda que a preocupação com a espécie não seja elevada, ela pode se tornar em breve, e por conta de um efeito indireto: a ameaça aos ecossistemas onde a “cobra arco-íris” vive. De todo modo, a aparição do animal exótico é uma bela notícia: estávamos com saudades acumuladas por cinco décadas.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Arsenal faz história no futebol ao se unir ao programa de ações climáticas da ONU