Debate

Coronavírus: busca por cura pode te matar. O que o Google está fazendo contra isso

por: Yuri Ferreira

Muitos especialistas acreditam que estamos vivendo uma época de ‘infodemia‘ – de excesso de informação, em português claro. A crise do coronavírus e o  farto desconhecimento do público em geral sobre os sintomas, causas e prevenção da Covid-19 gerou a proliferação de notícias falsas ou imprecisas que podem colocar em risco a vida das pessoas.

Na França, o governo precisou publicar em sua conta oficial do Twitter que cocaína não cura coronavírus. Correntes no Whatsapp com informações em nome da Fiocruz dizendo que o vírus não sobrevive acima de 27º C ou que a doença foi inventada pelo governo chinês em uma suposta guerra econômica são apenas algumas das afirmações falsas que estão circulando sobre a Covid-19.

– Coronavírus e a inabilidade social ameaçam negros e pobres

Milhares de informações falsas sobre o coronavírus estão se espalhando nas redes sociais; é preciso estar atento para não compartilhar fake news

Chuva de irresponsabilidade

Em Presidente Prudente, interior paulista, um homem que se passava por médico vendeu remédios falsos no Facebook dizendo que se tratavam de medicamentos anticoronavírus.  Ele foi foi preso. Em Ribeirão Preto, também no estado de São Paulo, a médica Isabella Abdalla está sendo investigada pela polícia por sugerir um ‘soro da imunidade‘ para coronavírus. Balela. Em tempos de fake news, estas informações podem ser tidas como confiáveis. Não são.

– O empresário com coronavírus que zombou da doença, alugou jatinho e colocou uma cidade em risco

Laboratórios ao redor de todo o mundo estão trabalhando para encontrar curas e vacinas, mas ainda não existe nenhum tratamento cientificamente eficaz contra a Covid-19

Não existe cura descoberta para a Covid-19 e estamos longe da criação de uma vacina. Portanto, não há nenhum remédio que tenha efetividade contra o coronavírus até agora.

Antes de compartilhar qualquer informação sobre o coronavírus, confira se ela é verdade. Alémdo Hypeness, fontes como o Ministério da Saúde, a Organização Mundial da Saúde e grandes jornais (Folha, Estado, Globo e BBC), bem como agências de checagem como a Boatos.org, Aos Fatos e a Agência Lupa são importantes.

– Do coronavirus a gripe espanhola: as maiores pandemias da humanidade

Google contra as fake news sobre coronavírus

As gigantes de tecnologia como Google e Facebook possuem mais poder hoje do que muitos estados nacionais. Com a capacidade de influenciar bilhões de pessoas com o controle de informações, as empresas exercem papel importante na contenção de fake news sobre o coronavírus.

“Estamos ajudando milhões de pessoas a permanecerem conectadas e, ao mesmo tempo que combatemos fraudes e informações falsas sobre o vírus, elevamos o conteúdo autorizado em nossas plataformas e compartilhamos atualizações essenciais em coordenação com agências de saúde governamentais em todo o mundo”, afirmaram Google, Facebook e Microsoft em comunicado para a imprensa nessa semana.

Google, Facebook e Microsoft firmaram parceria para combater desinformação em parceria com governos e organizações de saúde

Segundo o Governo dos EUA, o Google irá colaborar com informações pessoais anônimas e desenvolverá um site para ajudar no diagnóstico de coronavírus. A afirmação é da Casa Branca e foi confirmada por uma porta-voz da gigante do Vale do Silício.

Além disso, ao pesquisar ‘coronavírus‘ no Google, a empresa informa do que se trata, métodos de prevenção, disponibiliza um mapa com dados mundiais e notícias verificadas sobre o assunto, para que não se caia em fake news. Fique atento na hora de compartilhar informações e não espalhe desconhecimento. Estamos todos juntos nessa! Lave suas mãos, fique em casa se puder e busque o jornalismo sério para se informar.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Escritor é alvo de censura e terá conta no Twitter suspensa por críticas contra Igreja Universal