Seleção Hypeness

Coronavírus: jornalista lista 17 feirantes que entregam peixe e orgânicos na sua casa

por: Kauê Vieira

O novo coronavírus apresenta junto com a ameaça à saúde de TODAS as pessoas o medo de perder o emprego. A renda. O Brasil está passando pelo processo de precarização das leis de trabalho e isso reflete no aumento de trabalhadores autônomos. Pessoas que possuem o mínimo de segurança sobre a garantia de sua renda respondem por 24 milhões do total de cidadãos brasileiros, segundo o IBGE. 

– 7 ideias práticas para criar uma mini-horta em casa

– Gripezinha? Campeão olímpico e ex-zagueiro do Milan narram pesadelo com coronavírus

A falta de garantias e direitos deixam o trabalhador, sobretudo o que mora em áreas de vulnerabilidade social – maioria deles – entre a cruz e a espada. Afinal, como escolher entre cumprir a quarentena ficando em casa e garantir o pão de todos os dias? O dilema é real. 

View this post on Instagram

Para quem pode e deve #ficaemcasa . Mapeei feirantes que entregam em todos os pontos de SP – de Interlagos, passando pelo Itaim Bibi, Tatuapé, Mairiporã, São Miguel e Pirituba. Aqui vão os contatos dos açougues, aviários e peixarias. Veja o outros posts exclusivos sobre frutas, legumes e verduras. São mulheres incríveis, homens igualmente fortes e até idosos que estão nesse mercado há anos, sustentando suas famílias que giram a economia pra outras famílias inteiras e não terão como fazer quarentena. Compartilhem! #feiraemcasa #feiralivre #comidasaudavel #compredopequeno #invistanonegociocerto #mulheresfortes #idososativos #legumes #verduras #frutas #organicos #façaaeconomiagirar #carne #frango #peixe #açougue #aviário #peixaria

A post shared by كاميلا. • Camila Silva (@diariodacamila) on

O problema é que o Brasil, que já ultrapassou a marca de 2 mil casos confirmados da Covid-19 e tem 61 mortes, mergulhou em um jogo político que não ajuda em nada a situação. O presidente Jair Bolsonaro, que até aqui carece de medidas efetivas para socorrer trabalhadores e comerciantes que não faturam com lojas fechadas e ruas vazias, insiste em polarizar a situação e esnobar o potencial do vírus, que matou mais de 19 mil pessoas mundo afora, e é chamado por ele de gripezinha’.

– Cuidados com coronavírus no supermercado; veja o que de fato funciona

Enquanto o poder público prefere ganhar capital político com a vida das pessoas, existe muita gente buscando alternativas para que a situação não se agrave ainda mais. A jornalista Camila Silva preparou uma lista de empreendedores – são feirantes, donos de barracas que entregam em diversos bairros de São Paulo. A seleção conta com opções orgânicas, frutas, peixes e verduras. 

Com isso, além de você não se arriscar à toa nas ruas, ainda dá uma força para quem sempre acorda cedo para trabalhar todos os dias e agora precisa de toda ajuda e solidariedade possível para sobreviver. Sim, vai passar, mas para que cheguemos lá é urgente que colaboremos uns com os outros.  

Mão no celular! Vamos aos nomes: 

1. Banca do Afonso 

2. Barraca Brás 

3. Barraca do Zé 

4. Maia Pescados 

5. Marcia e Joel Frutas 

6. Banca da Patrícia 

7. Frutas Mandarini 

8. Banca de Frango Marchiori 

9. Banca da Rosana 

10. Banca da Sossô 

11. Abençoados Orgânicos 

12. Sandro Legumes e Verduras 

13. Leandro Frutas 

14. Frutas do Thiago 

15. Carrinho do Jair 

 

16. Legumes do Arnaldo 

17. Barraca do Luan 

Publicidade

Fotos: Camila Silva/Reprodução


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
RJ? Biscoito Globo e Mate têm origens bem distantes da alma carioca