Inspiração

Eles também merecem amor: precisamos falar da adoção de cães idosos

por: Redação Hypeness

Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde, o Brasil possui cerca de 30 milhões de animais abandonados vivendo nas ruas, sendo que os cachorros somam quase 20 milhões. No entanto, a maioria destes pets abandonados vivem aos cuidados de ONGs, que já somam mais de 370 no país. Estas instituições se responsabilizam a cuidar destes animais, até que eles possam encontrar lares definitivos. Porém, se os filhotes são rapidamente adotados, os cães idosos costumam esperar muito mais tempo. Está mais do que na hora de desconstruirmos esta prática, afinal, adotar é um ato de amor, que não deveria ficar preso à idade dos cachorros.

Porém, se os filhotes são rapidamente adotados, os cães idosos costumam esperar muito mais tempo. No abrigo Clube dos Vira-latas, por exemplo, mais de 80% dos animais são idosos e ainda não acharam uma família. Está mais do que na hora de desconstruirmos esta prática, afinal, adotar é um ato de amor que não deveria ficar preso à idade dos cachorros.

cão idoso frontal

Acontece que, quando desprezamos os cãezinhos idosos, não estamos apenas deixando de fazer o bem, mas também ignorando uma série de benefícios que eles podem trazer às nossas vidas. Por exemplo, se você tem receio de adotar um cachorro pensando no trabalho que ele pode dar, saiba que os idosos são muito mais calmos. Aquela energia dos filhotes vai aos poucos diminuindo, e quando um cão é velhinho, você já conhecerá imediatamente a sua personalidade, além de que ele será muito mais pacato. Cachorros idosos também já têm o porte definido, o que significa que você não terá surpresas quanto a isto. Isto sem falar que, adotar um cachorro idoso é o verdadeiro significado de dar mais uma chance à vida!

Existem inúmeras histórias de amor e altruísmo de pessoas que decidiram adotar um cão sênior. Este é o caso do casal Tereza Cristina Salvetti e Fowler T. Braga Filho. Juntos, eles adotaram o “Velho”, que tinha entre 6 e 9 anos de idade. Mesmo com todos os problemas de saúde, entre um AVC e dificuldades de caminhar, o cãozinho passou 3 anos com eles. Durante este tempo, ele pôde passar o final de sua vida totalmente amparado por uma família disposta a fazer tudo por ele. Foi rápido, mas foi intenso, e sobretudo, verdadeiro.

Luciana e barbabé 4

Agora que você já sabe dos benefícios de adotar um cachorro mais velho, temos algumas dicas a dar a você, afinal, existem algumas maneiras de oferecer uma vida melhor a um cãozinho idoso.

1. Faça uma visita ao veterinário

Mesmo que a adoção seja intermediada por uma instituição séria, ao adotar um cachorro você precisará ter um veterinário de confiança. Faça uma primeira visita logo na primeira semana, com direitos a exames e tudo o que ele tem direito. Estar com a saúde em dia é fundamental para a nova vida de seu doguinho.

2. Ofereça alimentação de qualidade

Somos o que comemos, e o mesmo vale para nossos pets. Dê preferência à rações específicas para cachorros velhinhos, como por exemplo a Güd Sênior – que possui uma receita específica para cachorros com mais de 7 anos, com condroitina, que ajuda a manter as articulações do pet saudáveis, e um número reduzido de calorias. Além disso, a Güd é feita com ingredientes naturais, e não contém alimentos transgênicos e conservantes químicos. Ela está disponível para cachorros pequenos, médios e grandes. Que tal experimentar esse alimento mais saudável com o seu amigo que está na melhor idade?

cão idoso gud 7

3. Leve seu doguinho para passear

Assim como nós, os cachorros devem fugir do sedentarismo. Mesmo que os cães idosos tenham menos necessidade de sair e gastar energia, é importante levá-lo para passear ao menos uma vez ao dia. Isto sem contar, que é durante essas saídas que ele poderá interagir com outros cachorros e fazer novos amigos!

cão idoso caminha vermelha

4. Compre uma caminha e brinquedos a ele

Seu cãozinho acabou de chegar em um novo lar, com pessoas que ele ainda não conhece. Para que ele se sinta em casa e acolhido, compre uma caminha confortável e alguns objetos para que possa brincar também. Ah! E tenha sempre um saco de ração completo em casa. Na Güd você pode comprar online e até mesmo fazer uma assinatura mensal!

5. Encha seu cachorro de amor

Depois de todos os cuidados e burocracias necessárias, você finalmente tem o seu cãozinho adotado em casa. É chegada a hora de encher este serzinho de muito amor e carinho. Todos os doguinhos merecem receber todo o amor do mundo, mesmo com alguns cabelinhos brancos a mais, não é mesmo?

cão idoso gud 6

Nós entrevistamos a Luciana Miato, que vive em Embu das Artes – São Paulo e adotou o Barnabé – de 10 anos, há seis meses. Fã incondicional dos animais, ela tem 9 gatos e 6 cachorros resgatados e nos explicou todas as vantagens de se adotar um cão idoso.

luciana e barbabé 1

Hypeness: Há quanto tempo você adotou o Barnabé?

Adotei o Barnabé a 6 meses

Luciana Miato: Pode nos contar um pouco como foi a história da adoção?

A cachorrinha da minha mãe estava doente e precisou ser sacrificada.  Minha mãe ficou muito triste por semanas. Depois disto, falei com a minha professora que ajuda em um abrigo e lhe pedi um cão velhinho para ficar com a minha mãe. Escolhi por vídeo, e a minha professora Camila Dale me trouxe o Barnabé. Mas minha mãe trabalha em feira e ele chegou em um domingo. Por isto ele acabou ficando comigo na farmácia em que trabalho por mais ou menos 40 minutos…. E adivinha!? Meu esposo se apaixonou por ele, e minha mãe teve que esperar por um outro cachorrinho!!

H: Ele tinha quantos anos quando foi adotado?

LM: A papelada da adoção dizia que ele tinha 5 anos, mas ele deve ter uns 10  ou 12 anos.

H: Você tem outros animais?

LM: Sim, eu tenho 9 gatos e mais 6 outros cachorrinhos resgatados.

H: Ele tem algum problema de saúde?

LM: Só doenças de velho. Falta de dentes que é o seu charme , verrugas e a tosse quando o tempo está muito seco. Mas a veterinária disse que ele está muito bem, pela idade dele.

H: Barnabé precisa de cuidados especiais?

LM: Por enquanto só o cuidado de não deixar ossos perto dele, por causa dos dentes. Por isto, quando ele pede comida eu dou uma amassada antes de oferecer qualquer petisco ( faço isto com pedacinhos de carne, com pão eu corto bem pequenininho, e coisas do tipo),  mas com a ração ele come sem problemas.

H: Você tem alguma dica pra quem vai adotar um cachorro?

LM: Se não for cuidar, amar , e se dedicar ao animalzinho que for adotar , não pegue !!!! Porque eles gostam tanto de nós que é incondicional! E pegar pra não dar os cuidados que eles necessitam, definitivamente é melhor nem ter. Os meus bichinhos são a minha alegria e todos os dias é festa em minha casa. Todos convivem bem e em harmonia, só planejando a bagunça do dia.

H: Por que adotar um cachorro idoso?

LM: Ué!? Fazer os seus últimos dias, meses ou anos o animalzinho mais amado do mundo! E quando ele se for a gente pega outro e enche de amor também!! E os cães idosos são tão tranquilos e calmos, não colocam fogo na casa como os filhotes. Filhotes são uma delícia mas também destroem tudo. Mas crianças também haha!

Luciana e barbabé 3

Publicidade

Fotos 1 e 4: Getty Images

Fotos 3 e 5: divulgação Gud

Fotos 2, 6, 7 e 8: arquivo pessoal


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Katiúscia Ribeiro abre vagas para curso de introdução à filosofia africana; participe