Ciência

Emergência climática vai encolher metade das praias do mundo, diz estudo

por: Vitor Paiva

Alguns dos cenários mais apocalípticos até pouco tempo atrás exclusivos das telas de cinema e das páginas da literatura de ficção científica vão se tornando reais com os efeitos das mudanças climáticas no planeta. Uma nova pesquisa confirma que, por conta das consequências ambientais da ação humana, até o fim do século metade das praias do mundo terão suas areias consideravelmente reduzidas e encolhidas. Estima-se que em 30 anos, a erosão terá destruído quase 40 mil quilômetros de costas internacionais.

Segundo o estudo realizado pelo Joint Research Centre (JRC), da Comissão Europeia, a situação se agravará na segunda metade do século, quando mais de 95 mil quilômetros de areia desaparecerão – o equivalente a 25.7% das praias do mundo. E pior: o estudo é baseado em um cenário otimista, em que a luta contra as mudanças climáticas tragam efeitos, e que a elevação dos mares esteja em 50 cm em 2100. O encolhimento representará uma ameaça não só às populações costeiras, mas também à vida selvagem ligada às praias.

O cenário pode ser amenizado com combate mais intenso aos efeitos das ações humanas e da poluição sobre o planeta, mas o tempo já está profundamente contra nós. “Decisões difíceis precisam ser tomadas sobre quanto iremos investir e como iremos cuidar de nossas costas nas décadas por vir”, diz Dra. Sally Brown, uma das pesquisadoras envolvidas. “Isso poderá afeitar quem vive nas costas e o turismo. O aumento do nível do mar irá tornar a situação ainda pior”. O estudo foi realizado a partir de 30 anos de pesquisa e levantamento de dados através de pesquisa de campo e satélite.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Coronavírus deixou ratos mais agressivos; entenda o que está acontecendo