Inovação

Esta é a 1ª empresa do Brasil a reduzir a semana de trabalho

Yuri Ferreira - 05/03/2020 | Atualizada em - 08/03/2020

A precarização do trabalho e o crescimento de trabalhadores informais no Brasil talvez não deixe a gente observar uma tendência que tem se espalhado ao redor do mundo do emprego em contraponto à exaustividade: a redução da jornada de trabalho para aumento de produtividade.

Finalmente, no Brasil, a mudança se iniciou. A Zee.Dog, uma grife de produtos para animais, é a primeira empresa a reduzir a semana de trabalho. A transformação elimina as quartas-feiras no escritório e adiciona mais um dia livre na semana do funcionário. As informações são da revista Forbes.

– Faxina agendada por R$ 19,90? App traz debate sobre precarização do trabalho

Jornada menor dá chance para foco no trabalho e melhora da vida pessoal

A mudança foi inspirada em uma empresa neozelandense que resolveu colocar a quarta-feira como um dia para que o trabalhador resolva alguns problemas ou se conecte com sua família, o que, diga-se, aumentou a produtividade nos outros dias consideravelmente. Portanto, a redução da semana de trabalho para quatro dias foi positiva.

O modelo se difere do proposto pela Microsoft, que aumentou a produtividade adicionando um dia ao fim de semana. O modelo da Zee.Dog será instalado em seus escritórios no Rio, em São Paulo, em Madrid e em Shenzhen. Para resolver inconsistências pelo dia perdido, a empresa acredita que a tecnologia pode solucionar problemas pontuais.

– Primeira-ministra da Finlândia quer semana útil de 4 dias e até 6 horas de trabalho

– O que aconteceu na Suécia um ano após a jornada de trabalho ter sido reduzida pra 6 horas

“É muito possível que conexões sejam feitas, mesmo de casa, usando essas ferramentas [tecnológicas], isso é impossível de resolver. Mas vejo [a possibilidade de trabalhar na quarta, ou não] com bons olhos: cada um fica mais livre para entregar os sprints da semana como bem entender”, afirmou Felipe Diz, CEO da empresa, à Forbes Brasil

Existem centenas de estudos que comprovam que, em sistemas corporativos organizados, a redução da carga de trabalho faz com que as pessoas sejam mais pró-ativas e ‘enrolem‘ menos durante o expediente, aumentando a satisfação na carreira.

“[A pausa] é no dia que indica o meio da semana, e não um fim de semana prolongado. A ideia é incentivar que as pessoas usem as quartas-feiras para recarregar as baterias, passar tempo com a família, resolver coisas pessoais: é quase um jeito de forçar, no bom sentido, uma produtividade maior nos outros dias, para que o work-life balance seja melhorado”, completou o CEO da Zee.Dog à revista Forbes.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.