Debate

Giselle Itié classifica como pesadelo maternidade na era do coronavírus

por: Yuri Ferreira


A atriz Giselle Itié deu a luz para seu filho Pedro no último dia 2 de março. Itié está passando pelo período chamado de puerpério, logo após o parto, em que a mãe readapta seu corpo para as condições anteriores à gravidez. Coincidentemente, o período coincidiu com a quarentena de coronavírus. Ambos os acontecimentos têm fortes impactos psicológicos em qualquer um e Giselle classificou a situação como ‘pesadelo’.

A atriz, casada como também ator Guilherme Winter, tem relatado através de suas redes sociais como está passando os dias. Com textos mais poéticos, Giselle busca transmitir com realidade as dificuldades da maternidade sem filtros ou idealizações; seu foco é a realidade do momento em que está vivendo. E durante a era do coronavírus, tudo se torna um pouco mais complicado.

– Cartilha do sexo na quarentena é lançada em NY: ‘Você é o seu parceiro mais seguro’

Filho de Giselle Itié, Pedro, nasceu um pouco antes do início da quarentena causada pelo coronavírus no Brasil

A Covid-19 dificilmente impacta crianças. Segundo o Centro de Controle de Epidemias chinês, apenas 1% dos infectados por coronavírus tinham menos de 10 anos de idade. O New England Journal of Medicine diz que das 1391 crianças testadas para coronavírus em um Hospital na China, apenas 171 estavam com a doença e somente 12 apresentaram sintomas graves e 3 precisaram de respiradores.

“O acometimento de forma grave é desproporcional ao de outras faixas etárias. A estatística em menores de 10 anos é praticamente desprezível. E esse é um fenômeno diferente de tudo o que conhecíamos, já que os vírus respiratórios costumam afetar as faixas etárias extremas, por causa do sistema imunológico imaturo em crianças e envelhecido em idosos”, afirmou à Abril o médico Renato Kfouri, da Sociedade Brasileira de Pediatria e presidente da Departamento Científico de Imunizações da SBP.

– Vídeo: mulher de 82 anos em quarentena por coronavírus ganha parabéns da janela

Ainda assim, por segurança, grávidas são consideradas grupo de risco. E o medo, claro, não pode ser controlado: mesmo com baixa probabilidade, a preocupação domina. E num momento tão delicado quanto o puerpério, é natural que de fato, a situação seja assustadora. Se para quem não deu a luz recentemente já parece um pesadelo, imagina para quem cuida de um recém-nascido?

“Quando cheguei na padaria, estava fechada, como tudo estava. Quando chegou a polícia querendo me multar por estar na rua… Oi? Quando acordei assustada, percebi que na verdade eu tive um pesadelo real”, afirmou a atriz em um texto poético (adaptado), que você pode conferir integralmente na postagem original de Giselle Itié no Instagram:

– Animais selvagens ocupam cidades em quarentena pelo mundo

View this post on Instagram

ontem tive um sonho era assim… acordei, o dia estava lindo, o pequeno dormia aproveitei e tomei banho feliz da vida só desejava tomar café na padaria, ao lado de casa. pós banho delícia fui acordar o “amor, de mís amores” com beijos e um cheirinho delícia. ao arrumar o Pedrín, ele soltou alguns-vários sorrisos (como de costume) e eu, sempre derretida, cantava “Amor, de mís amores” (como de costume) ao sair do prédio desejei -bom dia! para o Zé, que trabalha aqui, ele surpreso e carinhoso (como de costume) nos desejou um belo dia andando saltitante com o meu filho no sling, percebi que a rua estava linda florida mas deserta. perguntei pro Pedro Luna – cadê a galera, meu filho?! ele entendeu minha observação mas logicamente, não conseguiu responder, por motivos óbvios. Quando cheguei na padaria estava fechada como tudo estava estava estava estava quando chegou a polícia querendo me multar por estar na rua OI??? quando acordei assustada e percebi que na verdade eu tive um pesadelo Real. #puerperioreal #maternidadereal #puerperio+coronavírus ♥️📸 da minha Mami Deusa @sandraitie #FIQUEEMCASA

A post shared by GiseLLe ItiÉ (@gitie) on


Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Filha de Lauryn Hill, Selah Marley fala sobre traumas familiares e importância da conversa