Debate

Infectada por coronavírus relata perda do olfato e agressões nas redes sociais

por: Redação Hypeness

Monitorada de perto e isolada em casa há quase 15 dias, uma das primeiras brasileiras com coronavírus revelou ao UOL um pouco de sua rotina que, adiantamos, consistem em manter a casa limpa e assistir TV. 

A mulher, que não teve a identidade revelada, está na faixa dos 28 anos e mora no Rio de Janeiro. Ela conta ao portal que os primeiros sintomas, como dores na face, surgiram durante estada em Lisboa, parte de uma viagem pela Europa ao lado do marido, que incluiu passagens por Espanha e Itália. 

A jovem (que não está na imagem) tem 28 anos e mora no Rio de Janeiro

Vida com covid19

A jovem retornou ao Brasil ainda em fevereiro e explica que sentiu dores de cabeça e nas costas, além de dificuldades para respirar. G, como foi chamada pela matéria do UOL, disse ter perdido o olfato. A confirmação veio no dia de seu aniversário, 5 de março. G passou por situações registradas por outras pessoas suspeitas de infecção pelo coronavírus: falta de atenção de alguns profissionais de saúde. 

Durante consulta médica na Itália, que teve mais de 1 mil pessoa mortas pelo vírus, G passou por um raio-x, que, segundo ela, apresentou resquícios de uma sinusite. Os médicos passaram alguns remédios e repouso. 

O que deixou a garota intrigada foi a ausência de sintomas, como tosse, espirro, secreção nasal. Isso, aliás, pode acontecer em alguns cenários da doença. 

“Sexta-feira foi o auge da boataria. Um monte de áudio de Whatsapp, muitas mentiras deliberadas. Tinha gente chorando, falando que eu tinha morrido. Meu tio ligou desesperado, achando que eu estava mentindo quando dizia que estava bem. E eu lá, sem espirro, sem tosse, nada”, disse ao UOL. 

Agora, ela está em repouso em casa e aliviada, já que a família passou por testes que não atestaram a presença do vírus. Em tempos de ódio, G foi atacada nas redes e acusada de disseminar o vírus, mas também recebeu apoio de muita gente. Ela segue em processo de isolamento até a recuperação completa. 

Até a manhã do dia 13 de março, o Brasil apresenta pelo menos 151 casos confirmados, segundo balanço de secretarias de saúde dos estados e dados fornecidos pelo Albert Einstein. 

Publicidade

Foto: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Amazônia com terras protegidas para venda no Facebook e 7 agrotóxicos super tóxicos para humanos aprovados