Debate

Jornalista da Globo chora ao pedir que idosos fiquem em casa por coronavírus

por: Karol Gomes

Em tempos de pandemia da Covid-19 pelo mundo – e afetando o Brasil, é claro – mesmo o jornalista mais profissional e experiente pode acabar se rendendo as emoções, como aconteceu com Jessica Senra, apresentadora da TV Bahia, afiliada da Globo em Salvador. 

Conhecida por discursos sobre temas polêmicos, além do posicionamento firme, ela se emocionou ao fazer um apelo para que idosos —“inclusive, a minha vovó”— ficassem em casa por causa da pandemia do novo coronavírus.

A jornalista Jéssica Senra

“Faço esse apelo à minha vovó também, que é muito ativa, que está em um momento de angústia dentro de casa. E, para todos os vovôs que nos acompanham. Fiquem em casa. Sei que é difícil obedecer ordem de filho e de neto, porque claro né, vocês sabem melhor do que nós o que é bom para vocês, mas, por favor, ouçam o apelo das pessoas que não querem perder vocês, que querem vocês saudáveis, que querem vocês por muito tempo ao nosso lado. Por favor, fiquem em casa”, disse a jornalista, que também apresenta o Jornal Nacional’, eventualmente. Confira a fala completa de Jessica:

View this post on Instagram

Nós, jornalistas, temos inquietações como todo mundo. Esse é um momento de muitas incertezas para todos nós. Um enorme desafio! Como enfrentar uma pandemia? Como enfrentar a crise econômica que inevitavelmente virá dela? Ainda não sabemos… Mas tem uma coisa que eu sei: não quero perder ninguém que eu amo! Também não quero que outras pessoas percam! Não somos números. Não somos cifras. O isolamento social não é o problema, ele é parte da solução do problema. O problema é a pandemia. Ela já existe e seguir com a vida normal não vai ajudar, só vai piorar. Até porque não existe vida normal durante uma pandemia, não existe vida normal enquanto todo mundo ao nosso redor tá ficando doente, enquanto tem milhares de pessoas morrendo, enquanto nós mesmos estamos doentes ou em risco de morrer… Tentar “seguir a vida” apenas vai gerar caos na saúde, mortes, caos social. E isso também traz crise econômica. Portanto, se vamos enfrentar essa crise, que seja preservando vidas! Se puder, fique em casa. E, juntos, vamos pressionar e encontrar soluções para que ninguém fique desamparado. Quem aí também está com dificuldades em manter pais e avós idosos em casa? #repost @correio24horas . . . Jéssica Senra emocionou os telespectadores nesta quinta-feira (26). Durante a apresentação do Bahia Meio Dia, da TV Bahia, a jornalista fez um apelo para que os idosos ficassem em casa, por causa da pandemia do novo coronavírus, e acabou indo às lágrimas ao lembrar da avó. "Faço esse apelo à minha vovó também, que é muito ativa, que está em um momento de angústia dentro de casa. E, para todos os vovôs que nos acompanham, fiquem em casa. Sei que é difícil obedecer ordem de filho e de neto, porque claro né, vocês sabem melhor do que nós o que é bom para vocês, mas, por favor, ouçam o apelo das pessoas que não querem perder vocês, que querem vocês saudáveis, que querem vocês por muito tempo ao nosso lado. Por favor, fiquem em casa", disse a apresentadora, visivelmente emocionada.

A post shared by Jessica Senra (@jessicasenra) on

 

Já a correspondente veterena da Globo, Ilze Scamparini, não segurou o choro ao falar da situação de epidemia na Itália, onde ela vive por anos. Durante sua entrada ao vivo no “Bom Dia Brasil” para falar sobre o avanço da contaminação no país, ela falou com a voz embargada, de maneira vulnerável, que é muito raro ver na repórter. 

Ela ficou bastante emocionada ao tratar da falta de equipamentos nos hospitais. “Você não sabe se vai sobrar uma máquina para você respirar, se você desenvolver a forma mais grave da Covid-19”. O medo de Ilze é compreensível, já que a Itália tem um dos piores quadros da doença no mundo. Por lá, as mortes por coronavírus já aumentam 662 em um dia e chegam ao total de 8.165. 

Enquanto isso, o avanço da doença no Brasil a confirmação do primeiro caso do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no Brasil completou um mês nesta quinta-feira (26 de março). Embora o primeiro infectado esteja curado, os números, de maneira geral, não são animadores. Desde aquele registro inicial, o país chegou a mais de 2,5 mil infectados e ultrapassou a marca de 60 mortos, de acordo com as secretarias estaduais de Saúde.

Diante da avalanche de informações sobre o avanço do coronavírus no Brasil, até mesmo os apresentadores fixos do ‘Jornal Nacional‘, um dos telejornais de maior audiência no país, William Bonner e Renata Vasconcelos, tiveram que pedir calma e admitir o cansaço. 

Não está fácil para ninguém, né?

Publicidade

Foto: Reprodução / Rede Globo


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Coronavírus: no dia que Brasil bate novo recorde de mortos, parlamentares invadem hospital de campanha