Debate

Monja Coen grava vídeo pistola com papo de fim de quarentena: ‘Deixem de ser gananciosos!’

por: Karol Gomes

Conhecida por sua calma e paciência, a líder budista Monja Coen gravou um vídeo mostrando-se indignada com os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que estão se manifestando pelo Brasil pedindo que o comércio e o mercado de trabalho voltem a funcionar novamente, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus.

Fundadora da Comunidade Zen Budista Brasil e apresentadora do ‘Caminho Zen’, no GNT, a Monja sempre se mostrou afetuosa e sensível. Mas decidiu adotar um discurso firme para falar com estes manifestantes. 

– ONU: consumo elevado de carne responde por 70% de novas doenças em humanos

“O que é isso? Ainda nem começou e vocês estão achando que já está acabando? Vai ser de 6 a 20 de abril o grande pico [de contaminações]. Se você ficar em casa, esse pico não vai ser tão alto. A nossa curva ainda nem começou a subir. E vocês estão fazendo bateria na rua querendo trabalhar? Vão trabalhar em suas casas. Deixem de ser gananciosos, é momento de ficar em casa. Pensem na saúde de todos, e não em seu lucro pessoal. Fiquem em casa!”, disse a monja.

Além do vídeo – com discurso mais do que sensato, a Monja Coen também aproveitou o seu espaço na versão online da Revista Veja, onde é colunista, para escrever sobre a importância do isolamento social, além de trazer reflexões sobre o este momento que a humanidade está vivendo.

– Jornalista da Globo chora ao pedir que idosos fiquem em casa por coronavírus

“O isolamento assusta de tantas maneiras. Há pessoas que detestam ficar sozinhas. Há quem não se lembre mais como é ficar com a família. Mas tudo é possível com um pouco de esforço”.

‘Deixem de ser gananciosos’, pediu Monja Coen em vídeo

E este esforço é cada vez mais necessário: passa de 737 mil o número de infecções pelo novo coronavírus e de 35 mil o número de mortes em todo o mundo, segundo a universidade americana Johns Hopkins. No Brasil, são 4.256 infecções confirmadas e 136 mortes por Covid-19, de acordo com o Ministério da Saúde. 

– Astronauta com 1 ano de experiência no espaço dá dicas para quarentena

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou, pela primeira vez, uma morte causada pelo coronavírus em Minas Gerais. De acordo com o boletim epidemiológico, há atualmente 29.724 casos suspeitos da doença em Minas Gerais, 261 confirmados e um óbito. Outras 23 mortes seguem em investigação, aguardando o resultado de exames.

Publicidade

Foto: Reprodução / Instagram


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mulher branca que chamou polícia para homem negro por cachorro sem coleira perde o emprego