Arte

TRANSliterações: antologia reúne 13 contos protagonizados por pessoas trans

05 • 03 • 2020 às 20:52 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Apesar de estar estimada em 2 milhões de pessoas no Brasil, a população de transgêneros é ainda pouquíssimo retratada no cinema, nos quadrinhos ou mesmo na literatura. É nesse hiato que entra o trabalho da CHA, uma editora que trabalha para justamente ampliar as narrativas e lutar contra a imposição de uma história única e dominante do ponto de vista social, racial, econômico, de gênero e tanto mais. Seu nome é em verdade uma sigla que explica o propósito da editora: Contamos Histórias Alternativas, e é por isso que sua primeira antologia de contos traz a assinatura de pessoas trans e seu ponto de vista como mote.

“TRANSliterações” reúne 13 contos voltados ao universo trans, e foi feita por uma equipe formada em sua maioria por pessoas trans, permitindo assim um olhar mais íntimo e direto sobre o tema. “TRANSliterações é o mergulho no universo infinito da vida transgênera. Esta obra reúne contos que vão desde a simples escolha de um nome até a ficção-científica mais mirabolante, tudo sob esta ótica também escrita por pessoas trans”, afirma Stephan “Tef” Martins, organizador da antologia. 

As duas capas criadas pela artista trans Guilhermina Velicastelo

O livro atualmente encontra-se em processo de financiamento coletivo até dia 17/04, e está procurando cobrir os custos da primeira tiragem. Caso as metas sejam alcançadas, o livro poderá ganhar mais contos, mais ilustrações, e ainda suas vendas serem revertidas em doações para ONGs que trabalham com a causa, como a Casa Um, em São Paulo, e o Grupo Gay da Bahia.

Os três modelos de bottons oferecidos como recompensa

Quem quiser degustar um pouco do que o livro trará, pode ler o conto “Entre nomes e cafés”, de Krol Mellkar, que retrata a ida de uma pessoa trans a uma cafeteria para testar nomes para sua nova identidade.

Duas sacolas ecológicas também oferecidas no financiamento coletivo

 

Publicidade

© fotos: divulgação


Canais Especiais Hypeness