Sessão Hype

12 filmes para reunir todos os tipos de família nessa quarentena

por: Mari Dutra

Quarentena, todo mundo trancado em casa. Tem coisa melhor do que fazer um panelão de pipoca e colocar um filme para assistir? Tem não! 

Pensando nisso, selecionamos 12 filmes para ver com a sua família, seja ela formada por laços de sangue, amor ou amizade. 

Vem que tem pra “the hole family”, como diria um certo filho de um certo presidente. 

Uma família de dois

Samuel (Omar Sy) é um pai solo que enfrenta qualquer adversidade para dar o melhor à sua filha Glória (Gloria Colston). Quando a menina tem oito anos, a mãe volta para retomar o contato com a criança e bagunça a vida de todos os envolvidos.

Pai e filha de cerca de 8 anos brincando juntos

Central do Brasil

Dora (Fernanda Montenegro) trabalha escrevendo cartas para pessoas analfabetas. Quando uma de suas clientes morre inesperadamente, ela tenta ajudar o filho da mulher a encontrar o pai desaparecido. 

Mulher aperta a mão de garoto no meio de uma rua repleta de casinhas simples de alvenaria

Que horas ela volta

Para famílias que foram separadas, como Val (Regina Casé) e Jéssica (Camila Márdila). A mãe se mudou de Pernambuco para São Paulo em busca de melhores condições para a menina. 

Trabalhando como empregada doméstica e vivendo na casa da família, Val tem mais contato com o filho dos patrões do que com sua própria filha, mas a chegada da jovem promete balançar essas relações. 

Mãe recebe a filha com um abraço e um beijo no aeroporto

Cópia fiel

O relacionamento do filósofo britânico James Miller (William Shimell) e da galerista francesa Elle (Juliette Binoche) promete bugar sua cabeça neste filme.

via GIPHY

Dona Flor e Seus Dois Maridos

Um clássico de Jorge Amado levado às telas é tudo que a família brasileira queria. O romance de Dona Flor (vivida por Juliana Paes) com seus dois maridos Vadinho (Marcelo Faria) e Teodoro (Leandro Hassum) é garantia de boas risadas. 

Mulher anda de mãos dadas com dois homens, um de cada lado. À direita, um homem mais velho de terno; à esquerda, um homem mais jovem nu

“Minhas Mães e Meu Pai” 

Joni (Mia Wasikowska) e Laser (Josh Hutcherson) são filhos do casal de lésbicas Jules (Julianne Moore) e Nic (Annette Bening). Concebidos por meio de inseminação artificial, os garotos decidem buscar o pai biológico (ou seja, o doador do esperma) e trazê-lo para compartilhar momentos com a família.

Adolescente dialogando ao telefone com o pai. Filha diz "Cada uma das minhas mães teve um filho com seu esperma". Pai diz "Tipo, as duas?". Filha diz: "Sim, tipo, lésbicas"

“Toy Story”

Todos os filmes da saga “Toy Story” são uma verdadeira aula sobre amizade e a quarentena é o momento ideal para reunir a família ou os amigos em torno dessas preciosidades. Afinal, não dá para esquecer que Woody e Buzz nos deixaram muitas lições de vida

Personagens de Toy Story se assustam com um clarão e correm para perto uns dos outros

“Como Nossos Pais”

Quem nunca cantou que “ainda somos os mesmos, como nossos pais” não sabe o que é chegar na vida adulta. 

O filme que rouba o nome da música de Belchior trata justamente destes conflitos geracionais que se materializam na vida de Rosa (Maria Ribeiro). Aos 38 anos, ela precisa conciliar seu lado de profissional, mulher, mãe e filha. 

Mulher tira a camiseta no meio de uma avenida de grande trânsito enquanto seu companheiro, já sem camisa observa e ambos riem.

Os Incríveis

Ok, a sua família pode até ser o máximo, mas ela nunca será igual à de “Os Incríveis”. Mesmo com as diferenças, conseguimos nos identificar com os aspectos mais humanos destes super-heróis, que vivem dilemas semelhantes aos de muitas famílias humanas. 

Inclusive, não dá para esquecer que a Mulher Elástica é a personagem mais empoderada da Disney, né?

Mulher Elástica passa de moto acenando para uma fã

Dogman

Nem todas as famílias são humanas. Algumas pessoas preferem a companhia dos animais – e tá tudo bem com isso. 

É o caso de Marcello (Marcello Fonte), que trabalha em uma pet shop na periferia de Roma e vê sua vida mudar ao se envolver em um crime. 

Homem seca o rosto de um cachorro com secador

Tudo sobre Minha Mãe

Quando seu filho Esteban (Eloy Azorín) morre atropelado, Manuela (Cecilia Roth) decide buscar o pai do garoto, Lola (uma travesti interpretada por Toni Miró), para lhe dar a notícia. Neste caminho, a personagem é cercada pelo afeto e compreensão ao entrar em contato com outras mulheres. 

Mulher olha para os dois lados e para cima parada em frente ao cartaz com a boca e o nariz de outra mulher

Fala sério, mãe

Para quem convive com a geração Z em casa, “Fala sério, mãe” vai soar estranhamente próximo. A produção explora a relação entre Ângela Cristina (Ingrid Guimarães) e a filha adolescente Malu (Larissa Manoela).

Mãe e filha adolescente dançam felizes em casa

O Telecine está oferecendo 30 dias de acesso gratuito à sua plataforma de streaming para que todas as famílias possam aproveitar estes e outros filmes sem sair de casa. São mais de 2 mil títulos disponíveis online para quem se cadastrar no serviço. 

Acesse o site neste link, clique em “Experimente grátis” e siga os passos para ativar o serviço e curtir o catálogo sem pagar nada durante o primeiro mês.

Publicidade

Foto em destaque: Reprodução/"Como Nossos Pais"


Mari Dutra
Criadora do Quase Nômade, contadora de histórias, minimalista e confusa por natureza, com os dois pés (e um pet) no mundo. Chega mais perto no Instagram.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Não foi só viagem’: Lucas Maciel fala sobre imersão cannábica no Uruguai em novo doc