Seleção Hypeness

8 opções de guloseimas delivery para apoiar pequenos produtores nesta páscoa

por: Kauê Vieira

A Páscoa como conhecemos não vai acontecer. Por mais inesperadas que sejam, estas alterações servem de medida preventiva para frear o avanço da pandemia do novo coronavírus. Eventos públicos e reuniões de grandes aglomerados populacionais estão fora de questão em um momento inédito de quarentena mundial. 

– Coronavírus: jornalista lista 17 feirantes que entregam peixe e orgânicos na sua casa

Aqui  pra nós, mesmo dentro de casa, nada nos impede de saborear as delícias da Páscoa e emanar energias positivas para que o cenário melhore. Aliás, ajudar o próximo é um dos princípios do cristianismo e atualmente prerrogativa fundamental para o crescimento coletivo diante de uma crise econômica também sem precedentes. 

Embora diferente, a Páscoa segue um momento a ser desfrutado

Talvez  a palavra autônomo não sensibilize. A coisa muda quando damos rosto e coração para milhões de pessoas com futuro incerto e que convivem todos os dias com o fantasma do desemprego e da perda do poder econômico. O IBGE diz que trabalhadores informais somam 24 milhões de brasileiros e brasileiras. 

– Hershey’s cria ação em barras de chocolate para divulgar mulheres artistas

A falta de renda fixa obriga os autônomos a saírem às ruas todos os dias, pondo suas vidas em risco pelo potencial de infecção gerado pela Covid-19. O Brasil, até o fechamento desta matéria, acumulava mais de 500 mortos e quase 12 mil casos da doença. 

Ajuda do governo?

Criticado por tomar atitudes tardias e até incentivar o fim do distanciamento social – alternativa única para impedir o crescimento vertiginoso de contaminação segundo especialistas – o governo federal anunciou um plano de R$ 600 para ajudar quem precisa.

– Indígenas produzem chocolate com cacau nativo da Amazônia

Over It Lol GIF by Robert E Blackmon - Find & Share on GIPHY

O Estado diz que pretende realizar os depósitos para os trabalhadores informais até a Páscoa. O auxílio, a gente sabe, está muito longe de resolver os problemas financeiros inesperados da população. Por isso, o Hypeness listou alguns empreendedores individuais que estão vendendo ovos de chocolate para adoçar nossos dias. Com isso, além de estender a mão para quem está em apuros, dá pra celebrar a Páscoa com a família, dentro de casa, mas com alegria.

 1. Uma Doce Revolução 

O empreendimento localizado na Serra da Mantiqueira (SP), teve a rotina totalmente afetada pela pandemia. Embora tenham que lidar com os prejuízos do cancelamento de cursos e oficinas, a Doce Revolução está com o estoque cheio. 

“Alguns parceiros em São Paulo nos ajudaram bastante (Obrigado Instituto Feira Livre!), mas chamamos principalmente agora a comunidade de amigos e aficionados para apoiar nossa micro chocolateria e curtir esse confinamento com algumas barras feitas com amor na Serra da Mantiqueira”, diz o anúncio no site do empreendimento. 

Com chocolate de montão, a Doce Revolução entrega na capital paulista toda quarta-feira. Os pedidos podem ser feitos por meio de uma planilha no site. 

View this post on Instagram

M-A-G-I-A Quando as papilas entram em contato com uma dessas, a conexão acontece instantaneamente ! O céu com a terra, a luz com a escuridão, o imaterial com o material, a doçura e o amargor… Sente um grande alívio no peito, o A-M-O-R onde se sabe que está todo bem aqui agora e que não precisa mais tentar explicar o inexplicável. 1- Trufa : Cacau e manteiga de cacau orgânicos, açúcar de coco orgânico, agave, avelãs, castanha de caju e castanha do Pará. 2- Gianduia : avelãs, cacau e manteiga de cacau orgânicos, açúcar de coco, agave, baunilha, castanha de caju, proteína de arroz, óleo essencial de avelã. 3- Cajumelo (vegan fudge) : pasta de castanha de caju, manteiga de cacau orgânico, açúcar de coco, extrato natural de caramelo, agave, macadâmia, chocolate 50% latte. Todo feito a mão. Todo demorado. Todo carinhoso. Todo vegano. Nada por acaso.

A post shared by Uma Doce Revolução (@umadocerevolucao) on

2. Ovo de Páscoa Vegano  

Inovação é o nosso lema! Que tal optar por um ovo de Páscoa vegano? Agora não dá nem para usar a desculpa que é difícil de encontrar. A Selene oferece ainda versões salgadas, como um empadão de Páscoa. 

“Trabalho com marca de chocolate nobre totalmente livre de exploração animal e humana. Por aqui todos os ingredientes são selecionados a olho, para garantir que possamos nos deliciar e não causar danos a ninguém”. 

Pedidos: https://wa.me/5511920044206

3. GUIVO brigaderia criativa

Com brigadeiro no nome, a loja dá pistas de que sua experiência na Páscoa será deliciosa. A confeitaria produz os ovos de chocolate de forma artesanal e dá desconto de 15% aos clientes interessados. 

O ovo GUIVO com casca trufada é daquele time dos irresistíveis. Há ainda opções minimalistas, como uma caixa com 16 brigadeiros por R$ 56. 

View this post on Instagram

Sim, amores, a Páscoa é o grande momento do ano para quem elabora delícias chocoláticas. É sempre insano e ao mesmo tempo um prazer pensar sabores, formas, embalagens. Atender a cada desejo. Como será esse ano? Os ingredientes estão parcialmente estocados. Já estava pensando em simplificar nas opções, então nos próximos dias decido com todo carinho. Inclusive na questão dos preços, devo manter similar aos dois últimos anos. Mas a dinâmica da vida nesse momento atual é se permitir surpreender, mudar hábitos, rever prioridades e dar uma acordada na consciência. Quem não abre mão – capricha no álcool gel! – de um ovo GUIVO de casca trufada já me fala. Que estímulo tb é ingrediente pra estocar dentro da gente ♡ #guivo_brigaderiacriativa #pascoa2020

A post shared by GUIVO • brigaderia criativa (@guivo.brigaderiacriativa) on

4. Monjolo Chocolate Bar

O espaço de ode ao chocolate se adaptou aos novos tempos e está aberto para entregas na sua casa de, claro, chocolates, cafés e cervejas.

A dica fica por conta de uma barra com chocolate 70% e castanhas do Pará. Há ainda a mesma versão, só que com castanhas de baru – que previnem doenças do coração. 

5. Katrine Confeitaria 

Danielle é publicitária e confeiteira. Ela está à frente da Katrine Confeitaria, que atende ao público de Brasília. Os ovos de Páscoa são produzidos de modo 100% artesanal. Danielle diz que faz as cascas com chocolate nobre, recheio e decoração. 

“Neste ano tenho 2 opções para vocês presentearem a si mesmas ou a quem amam. E como o momento nos pegou de surpresa, resolvi fazer uma promoção para todo mundo ficar mais feliz!”, disse ela em anúncio publicado no excelente Afrotrampos, grupo no Facebook que reúne profissionais negros. 

Se liga na promo: 

– Ovos de colher (400g) – R$55

–  Trio de mini ovos (150g) – R$30

6. L’Amandier

O empreendimento oferece opções para quem pretende fugir dos tradicionais ovos de Páscoa. Que tal inovar em um ano tão atípico? 2019, quem diria. Mas isso é assunto para depois. 

A L’Amandier atende em São Paulo e entre as opções oferece uma caixinha (linda) com oito chocolates produzidos artesanalmente. 

7. Ih, Jaquei 

Moradores do Rio de Janeiro, vocês estão prestes a perder o controle com as delícias da Ih, Jaquei. A especialidade da casa são os ovos de colher, sobretudo o feito com paçoca. Existem opções de recheio do quilate de: chocolate 50%, leite em pó, beijinho, M&M’s, doce de leite e paçoca.

Páscoa 2020

Sextooooooooou

.
.
.

Ovo de colher 💕
Casca 350g

(Peso total vai variar com o recheio, esse aí tem mais…

Posted by Ih, jaquei on Friday, April 3, 2020

8. Bellacrème Confeitaria

Os cariocas estão com sorte, já que a Bellacrème não brinca em serviço. Nem o coronavírus foi capaz de acabar com a Páscoa 2020 do empreendimento. As encomendas podem ser feitas via WhatsApp e eles aceitam todos os cartões para o pagamento. 

Vamos ao que interessa. A variedade de chocolates judia do freguês mesmo, ainda mais os de beijinho. Glorifica o coco, pessoal! Agora, a gente duvida você não segurar o queixo no chão com essa opção: 

Ovo de colher 400g, com casca de brownie, recheio de brigadeiro, com topping de Kinder Bueno, KitKat e Nutella.

Publicidade

Fotos: foto 1: Getty Images/foto 2: Reprodução/foto 3: Reprodução/foto 4: Reprodução/foto 5: Reprodução/foto 6: Reprodução


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Por elas, para elas: 6 presentes feitos por mães empreendedoras para a sua mãe