Seleção Hypeness

8 profissões que se mostram ainda mais indispensáveis em tempos de pandemia

por: Karol Gomes

Em tempos de pandemia do novo coronavírus, a sociedade tem aprendido muitas coisas, como viver em quarentena ou ainda, a valorização de diversos profissionais que não podem se proteger fazendo a própria quarentenaEles estão nas ruas, em hospitais e em outros locais de risco, se expondo a Covid-19 em nome do coletivo, para evitar que a maioria das pessoas peguem a doença.

– Coronavírus e pneumonia silenciosa: pacientes sentem-se bem já quase sem oxigênio no sangue

Como o Dia Internacional do Trabalho é celebrado em 1º de maio, o Hypeness listou algumas dessas profissões, que reafirmam sua importância em tempos tão estranhos como os atuais. Depois que tudo isso passar – e vai passar – será fundamental continuarmos a valorizar estes profissionais e suas atuações pela sociedade.

A histórica capa da Marie Claire México

1. Médicos, enfermeiros, cientistas e outros profissionais da saúde

‘Os verdadeiros influenciadores’: a capa da Marie Claire do México resumiu e deu crédito a quem realmente está dando bons exemplos durante a pandemia. Enquanto vemos influenciadores digitais, como Gabriela Pugliesi, dar maus exemplos, os trabalhadores da saúde seguem se arriscando não só para atender pacientes, como também nas pesquisas sobre o novo coronavírus e como combatê-lo. É por causa deles que as recomendações foram feitas: uso de máscaras e luvas, higienização constante das mãos, ficar em casa se possível.

– ‘E daí?’ Capa diz tudo sobre fala do presidente em dia com recorde de mortos por coronavírus

Pode contar nessa lista ainda os motoristas e socorristas de ambulâncias, os recepcionistas de hospitais, balconistas de farmácias e muito outros que, juntos, fazem o setor da saúde funcionar.

2. Jornalistas

Se os médicos fazem a pesquisas e descobertas, são os jornalistas que checam as informações, reforçam as pesquisas e traduzem os textos técnicos para que toda a população possa ter acesso a informação – de preferência gratuita – sobre a pandemia que estamos vivendo. Muitos estão nas ruas e hospitais registrando as mudanças que o mundo enfrenta e que no futuro serão registros históricos importantes.

O trabalho da imprensa é vital em tempos de pandemia

– Gabriela Pugliesi é criticada por post romântico sobre coronavírus

3. Psicólogos

Esta nova ‘rotina‘ de quarentena enquanto o mundo lá fora segue parado e com perdas não está sendo fácil para ninguém. E são os psicólogos que têm ajudado muita gente a segurar a onda dentro de casa. Se ir até o consultório e deitar no divã não está sendo possível, as consultas estão sendo feitas online, para garantir a saúde mental dos pacientes.

Psicólogos estão na linha de frente da crise

4. Cozinheiros

Se existe uma necessidade básica principal entre todas as necessidades básicas, esta é comer. Muitos cozinheiros e chefs de cozinha estão garantindo pratos quentinhos e saudáveis a preços adaptados ao momento delicado da economia, ou ainda, de graça para as famílias que estão sendo impactadas diretamente pela crise.

Sem eles, você não come

– Tatá Werneck diz em vídeo que vai expor famosos que violam quarentena por coronavírus

5. Entregadores e motoboys de aplicativos

Eles são os mediadores entre restaurantes, farmácias, supermercados e outros serviços essenciais. Para muita gente que não pode sair de casa por apresentar sintomas da Covid-19 ou serem grupos de risco, os entregadores têm tomado todo o cuidado de levar pedidos necessários até as portas das casas das pessoas, se arriscando nas ruas para cumprir as missões que recebem pela internet. Verdadeiros heróis!

O delivery carece de apoio e reconhecimento

6. Caixas e administradores de supermercados

Já quem consegue sair de casa para ir ao supermercado têm encontrado lojas organizadas e atendentes prestativos, sempre com cuidados e proteção para não se infectar e não infectar os clientes.

– Apresentador da Globonews é hostilizado ao correr no calçadão em meio à coronavírus

7. Coletores de lixo e profissionais de limpeza

Eles ajudam a manter as cidades limpas e em ordem. Muitos também trabalham dentro de grandes zonas de risco, como hospitais e clínicas. Esse grupo aqui viralizou com a mensagem certa:

8. Profissionais do transporte público

Para aqueles que ainda contam com transporte público para chegar em seus locais de trabalho, os motoristas e administradores de companhias de ônibus e metrô seguem firme e forte, fazendo as linhas funcionarem.

Profissionais do transporte público precisam de valorização

– Morre pastor que chamou pandemia de coronavírus de ‘histeria’ e participou de carnaval

E muitos deles ainda tiveram que lutar na justiça pelo direito de trabalhar com segurança: as empresas responsáveis pelos ônibus do Sistema de Transporte Coletivo de Passageiros da capital são agora obrigadas a distribuir gratuitamente máscaras, luvas e álcool em gel aos seus funcionários, em especial aos motoristas e cobradores.

Publicidade

Fotos: Getty Images


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Pandemia por coronavírus tem aumento de feminicídio; Hashtag expõe casos no Twitter