Debate

Após minimizar doença, Sikêra Jr. que está com covid-19, chora: ‘Fique em casa, se puder’

por: Redação Hypeness

Sikêra Jr. está com coronavírus. O apresentador de mais uma programa da linha dos chamados ‘espreme que sai sangue’ confirmou a notícia em vídeo exibido na RedeTV. Ele, que mora em Manaus, disse que está bem e em casa.

– Brasil lidera taxa de contágio por coronavírus, diz estudo; SP vai endurecer quarentena

“Estou em casa, um infectologista está me acompanhando, estou me recuperando”, afirmou o comunicados que segue afastado do ‘Alerta Nacional’. 

Sikêra Jr. era contra o isolamento social

A mudança de postura deixou muita gente surpresa, já que em diversos momentos Sikêra se colocou como um dos defensores do fim do isolamento social. “Se você quer voltar a ser escravo, recebendo seu cartãozinho do Bolsonaro família [fique em casa]”, disse ele há alguns dias.

-Will Smith reúne TODO elenco de ‘Um Maluco no Pedaço’ em chamada de vídeo

Agora, no entanto, a fala é outra. “É uma surpresa, né? A gente acha que só pega fogo na casa do vizinho. E a vida me deu essa lição. A gente não acredita enquanto não acontece com a gente, né? Enquanto acontece com o nosso vizinho, normal. Mas quando acontece conosco, a história é outra. E é isso. Estou aqui, apesar de tanta especulação”, contou.

O apresentador acredita que tenha contraído o vírus dentro da própria casa. Ele rechaçou notícias de que estaria com os dois pulmões comprometidos pela covid-19. “Estou aqui, apesar de muita especulação”.

Aos prantos, ele negou que esteja com os pulmões comprometidos

Sikêra ainda pediu para que os que puderem fiquem em casa e ainda exaltou o trabalho da ciência. “É um vírus longo e a ciência está brigando para conseguir uma fórmula nova˜.

“Agora estou bem, estou bem acompanhado. Estou tomando a medicação, seguindo à risca o que eles me orientaram. Pedi a Deus para que eu passe por essa”, completou.

– Coronavírus: Manaus relata colapso e tenta avião para repor estoque de caixões

Manaus, cidade onde Sikêra mora, vive uma das situações mais dramáticas do Brasil. Com sistema de saúde colapsado há dias, o Amazonas teve mais de 300 mortes oficiais e outros 4.801 casos confirmados até o momento. 

Especialistas, no entanto, dizem que o número de mortos pode ser até 7 vezes maior. Isso se dá pela enorme quantidade de subnotificação de óbitos. O G1 mostrou que em apenas uma semana, 200 pessoas foram enterradas por óbito sem causa determinada.

Publicidade

Fotos: Reprodução/RedeTV


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Paraquedista morre durante salto em Boituva; veja estatísticas sobre acidentes no esporte