Fotografia

Artista digital ‘insere história’ em cenários de fotos para lembrar o que se passou ali

Gabriela Glette - 13/04/2020

De todos os países que sofreram a dura realidade da Segunda Guerra Mundial, a Polônia foi, sem dúvida alguma, o mais devastado. Seis milhões de poloneses morreram no conflito, dos quais mais de 95% civis e 90% da capital – Varsóvia, foi destruída. Hoje, viva e repleta de marcos históricos que não nos deixam esquecer o passado violento, o artista digital polonês Mały Oświęcim utiliza estes dados como pano de fundo de sua série. Com o objetivo de nos mostrar que, a grande maioria das atrações do velho mundo já vivenciou muito sangue, sua arte é viva e desvenda episódios que marcaram a história da humanidade.

arte digital história 1

Hoje destino preferido entre os apaixonados, a Torre Eiffel quase foi destruída por Hitler, em 1940. Com praias badaladas e disputadas por turistas do mundo inteiro, boa parte do litoral europeu foi cenário de guerras sangrentas e cidades atualmente repletas de turistas e lojas caras, já receberem centenas de tanques de guerra.

arte digital história 2

Varsóvia, onde o artista é baseado, hoje é símbolo de modernidade e possui infinitos arranha-céus, mas há menos de um século estava em ruínas sem vislumbrar ao menos um filete de luz no fim do túnel. Fato é que a humanidade já viveu dias muito tumultuados, mas costuma se esquecer rapidamente destes episódios.

arte digital história 3

Certo de que é preciso aprender com os erros do passado, para ao menos não repetí-los, esta série é atemporal e abre uma série de questionamentos. Somos minúsculos diante da imensidão deste mundo, que caiu e se levantou diversas vezes, mesmo com a imensa violência do homem. O que isto tem a ver com o que estamos vivenciando hoje?

arte digital história 4

Em plena pandemia do coronavírus, o reflexo do distanciamento social evidencia o quanto fomos irresponsáveis por priorizar o lucro e a produtividade acima de tudo. A pergunta que fica é: será que desta vez aprenderemos a lição?

Publicidade

Fotos: reprodução Facebook


Gabriela Glette
Uma jornalista e produtora de conteúdo que mora na França. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias. Gabriela também é fundadora do site Quokka Mag, onde fala apenas sobre coisas boas!


X
Próxima notícia Hypeness:
As melhores fotos de animais na natureza (como tem que ser) em 2020