Fotografia

As fotografias dessa arraia jamanta cor-de-rosa são pura poesia

30 • 04 • 2020 às 15:02 Gabriela Rassy
Gabriela Rassy   Redatora Jornalista enraizada na cultura, caçadora de tendências, arte e conexões no Brasil e no mundo. Especializada em jornalismo cultural, já passou pela Revista Bravo! e pelo Itaú Cultural até chegar ao Catraca Livre, onde foi responsável pelo conteúdo em agenda cultural de mais de 8 capitais brasileiras por 6 anos. Roteirizou vídeo cases para Rock In Rio Academy, HSM e Quero Passagem, neste último atuando ainda como produtora e apresentadora em guias turísticos. Há quase 3 anos dá luz às tendências e narrativas culturais feministas e rompedoras de fronteiras no Hypeness. Trabalha em formatos multimídia fazendo cobertura de festivais, como SXSW, Parada do Orgulho LGBT de SP, Rock In Rio e LoollaPalooza, além de produzir roteiros, reportagens e vídeos.

Existe apenas uma arraia-jamanta rosa conhecida no mundo. E o fotógrafo australiano Kristian Laine teve a honra de encontrar e registrar essa maravilha.

Apelidado de Inspetor Clouseau por causa de Pantera Cor-de-Rosa, o animal de 3 metros de altura vive perto de Lady Elliot Island, parte da Grande Barreira de Corais da Austrália. Desde sua descoberta, em 2015, o Inspetor Clouseau foi visto menos de 10 vezes.

“Eu não fazia ideia de que existiam arraias-jamantas cor-de-rosa no mundo, então fiquei confuso e achando que meus estroboscópios haviam quebrado ou estavam com defeito”, disse Laine à National Geographic. “Sinto-me orgulhoso e extremamente sortudo”.

Depois de terem descartado a teoria que a cor rosa viria da dieta ou de uma infecção – como é o caso dos flamingos que se alimentam de crustáceos -, a principal teoria dos pesquisadores do Projeto Manta é uma mutação genética.

Para outras fotos subaquáticas de Laine, siga-o no Instagram ou em seu site.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness