Arte

Baco Exu do Blues puxa fila de músicas lançadas na era da quarentena

por: Vitor Paiva

Se a matéria-prima da arte é sempre, direta ou indiretamente, a experiência humana e a própria vida, é natural que um acontecimento global como a pandemia do coronavírus possa inspirar novas obras, e transformar a arte em todo o mundo. Entre lives e lançamentos, a música vem sendo uma das formas artísticas a reagir com mais intensidade ao momento da coronavírus – e, dessa forma, já são diversos os cantores e compositores a lançarem novas canções ou discos inspirados no isolamento, na quarentena e na pandemia.

O rapper baiano Baco Exu do Blues © Daryan Dornelles/Divulgação

Bono Vox, vocalista da banda irlandesa U2, foi um dos primeiros a transformar os eventos em canção: inspirado no isolamento dos italianos, em um dos países mais tragicamente afetados pelo novo coronavírus, Bono lançou “Let your love be know” – em tributo aos italianos, mas também aos irlandeses e também aos médicos, enfermeiras e todos na linha de frente da saúde.

© Divulgação

Por aqui o rapper baiano Baco Exu do Blues produziu em três dias o EP “Não tem bacanal na quarentena” – com nove músicas sobre solidão, medo, tesão, críticas ao governo e até comentários sobre o BBB 20.

Capa do EP de Baco © Divulgação

O rapper MV Bill também se baseou no momento para lançar a canção “Quarentena” – numa parceria à distância com o produtor Mortão. “Na favela, pra nós, a Covid é diferente / As casas não são grande e geralmente muita gente / Aglomeração inevitável / Alguns lugares ainda não tem água potável / Se cuida aí / Ih, que vai faltar espaço na UTI.”, diz a letra. “MV Bill tá em casa”, diz o rapper, no início do vídeo – e assim como a música, o vídeo clipe foi gravado, como não poderia deixar de ser, na casa de MV Bill.

© Divulgação

João Suplicy, irmão de Supla e seu parceiro na banda Brothers of Brazil, pediu ajuda nas redes para batizar sua nova canção, inspirada na pandemia. “Quem serão os filhos da quarentena que vão tentar nos consertar”, diz a letra. Da mesma forma, a banda estadunidense OneRepublic lançou a música “Better Days”. Se o mundo não será mais o mesmo depois da pandemia, naturalmente também não será a arte – e essas novas criações nos ajudarão a compreender esse novo momento que vem chegando sem dó.

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
A igreja que detém os direitos de hits de Rihanna e Beyoncé como ‘Umbrella’ e ‘Single Ladies’