Debate

‘BBB’: Thelma campeã faz Leifert e mãe chorarem e mostra urgência de feminismo mais plural

por: Karol Gomes


O Brasil fez a sua escolha – e que escolha! Com 44,11%, Thelma Assis é a grande vencedora do ‘Big Brother Brasil 20’. Na edição especial que separou a casa entre o grupo camarote (influenciadores convidados) e pipoca (anônimos inscritos), a médica superou Rafa Kaliman (34,81%) e Manu Gavassi (21,90%) e ganhou o prêmio de R$ 1,5 milhão.

Devido à pandemia de coronavírus e as regras de distanciamento social, a final do reality não contou com a presença física dos ex-participantes do confinamento. Todos, entretanto, fizeram breves participações especiais por meio de lives, cada um de suas casas.

Pelos mesmos motivos, de uma forma inédita, a grande final do ‘BBB’ não contou com apresentações musicais ou plateia e a campeã foi anunciada por Tiago Leifert do jardim da casa, ao invés do estúdio de onde ele falava com os brothers ao longo da temporada. “Vou poder falar olhando no olho”, disse o apresentador. Manu já havia sido informada da terceira colocação e estava ao lado de Tiago aguardando as amigas.

Mesmo com as mudanças, a final não deixou de ser emocionante, o apresentador até se emocionou ao falar sobre a edição histórica do ‘Big Brother Brasil’. “Thelma, Rafa e Manu! E muito obrigado a todos vocês que nos assistiram, que votaram, que nos incentivaram para continuar no ar. Uma missão tão difícil, em um momento tão difícil. Mas nós conseguimos. Chegamos à Final com quatro dias a mais. Deu tudo certo. Obrigado a todos. Obrigado a vocês que nos assistem. Acabou o BBB20! Até o ano que vem”.

Consagrando a campeã no Big Sister Brasil

“Representar é o que você faz de mais bonito. Quando caiu o muro, muitos inscritos disseram: ferrou. Você não, bateu no peito e disse que não tinha medo. Você está acostumada a ser um ícone, na profissão dela e na cor da pele, mesmo não sendo meu lugar de fala. Ela samba na cara da sociedade. No programa, você operou os adversários sem anestesia. E teve o voto mais difícil dessa temporada, quando votou no Babu, arriscando até perder a final. Que coragem você tem, Thelma”, elogiou Leifert. 

A vitória de Thelma significa muito

Esta é a terceira vez que o programa tem uma final composta apenas por mulheres: isso aconteceu em 2014 e 2017. Com a composição de 2020, as mulheres se equiparam aos homens no número de vencedores do programa. Ao longo destes 20 anos, eles saíram vitoriosos em 10 edições, e as mulheres, em 9 – completando 10 agora.

A força das mulheres 

Thelma começou sua trajetória no reality fazendo amizade com Marcela, Gizelly e Pyong, no grupo que ficou conhecido na casa como “comunidade hippie”, que protagonizou um embate direto com outro grupo, de Hadson, Petrix, Lucas, Guilherme e Prior, que tinham a estratégia machista de seduzir mulheres comprometidas e desmoralizá-las diante do público. 

Ela se revoltou ao saber das maquinações dos brothers e essa situação deu o tom do programa. Tanto que, a partir daí, todos os homens começaram a ser eliminados do jogo, um a um. Entre eles, Petrix Barbosa, que assediou Bianca Andrade, a ‘Boca Rosa’, em uma das festas e teve outros comportamentos considerados abusivos — e inflamou as redes sociais. Ao ser eliminado com cerca de 80% dos votos do reality, ele foi intimado a prestar depoimento na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) do Rio.

Boca Rosa’, inclusive, foi a primeira mulher eliminada do reality show — mas isso só aconteceu no 5º paredão. Depois dela, Gabi foi a próxima mulher eliminada. Mas isso aconteceu muito depois, só no 11º paredão. Os paredões iniciais foram formados só por homens ou compostos por dois homens e apenas uma mulher (com exceção do 5º, que foi composto por Flayslane, Bianca Andrade e Felipe Prior). 

Na formação do paredão que eliminou Hadson – um dos grandes protagonistas de episódios controversos dentro da casa – com cerca de 79,71% dos votos, Manu Gavassi fez o termo sororidade – utilizado para definir a união entre mulheres – disparar em buscas no Google em até 250%. “Eu voto no Prior por uma questão de sororidade”, justificou a cantora. Em seguida, Prior perguntou a ela o que significava o termo. “Você aprende lá fora”, respondeu Manu. 

Thelma venceu o ‘Big Brother Brasil’

Mas não foi só a coragem de enfrentar os homens que mudou o jogo para as mulheres. O apresentador Tiago Leifert revelou, ao vivo, uma estatística que reforça o protagonismo das mulheres nesta edição, para além de episódios de machismo ou assédio: elas venceram 12 das 17 provas mais importantes da temporada do reality show. Foram as mulheres que levaram a melhor nas provas de habilidade e resistência. Os homens só venceram as provas de sorte.

É preciso reconhecer: todo tipo de entretenimento que paute esses temas pode servir de ferramenta para levar questões pouco faladas para a realidade do grande público e colocá-los em debate. O ganho é exatamente este: usar um programa como este facilitar a compreensão e apreensão das pessoas sobre temas que são vistos como “tabu”.

Mas isso não significa necessariamente que um produto televisivo, como o ‘Big Brother’, será feminista. Um movimento que propõe mudança coletiva não pode ser reduzido a um produto.

Problemas de convivência 

Para Thelma, não foi só o machismo dos homens que provocou inimizades. Ela estourou com Lucas quando o brother decidiu que não iria contribuir com estalecas para a compra da semana. Ele pretendia dificultar a permanência de sister vegetarianas, como Manu. 

Mesmo assim, o brother continuou comendo normalmente e usufruindo dos mesmos direitos que os demais. Diante disso, Thelma se posicionou: “Atitude escrota, você é um escroto. Se você quiser sair, saia de cabeça limpa, entendeu? Você vai sair com as atitudes escrotas que teve aqui dentro. Você é um macho escroto”. Lucas foi eliminado pouco depois com 62% dos votos do público.

Mulher e negra 

A ligação de Thelma com a comunidade hippie, entretanto, mudou após começar a se impor contra atitudes dos amigos, defendendo Babu, homem negro que estava sendo taxado como monstro dentro da casa. 

Como reação, Ivy e Daniel, supostamente aliados de Thelma, lhe deram o castigo do Monstro, o que revoltou a sister. “Sejamos sinceros: Não estou criticando, todo mundo tem que passar por isso. Mas vocês que ficam falando tanto que tem medo do Babu, vocês não conseguem falar com ele. Eu só acho que tem de ser coerente com algumas coisas”, disparou Thelma para Ivy.

Thelma ficou ainda mais chateada quando se viu sozinha durante o castigo do Monstro, sem a companhia de Marcela ou Gizelly, que até então eram suas amigas mais próximas na casa. Foi nessa ocasião que a médica se aproximou de Manu e Rafa, que foram para o jardim lhe fazer companhia. O ocorrido afastou ainda mais Thelma de seu grupo inicial na casa, e criou um subgrupo da comunidade hippie, formado por Manu, Rafa e Thelma.

Isso fez muita gente refletir sobre como o discurso sobre feminismo dentro da casa, levado principalmente por Marcela e Giselly era limitado e excludente, já que a comunidade hippie se afastou de Thelma principalmente por ver a sister defendendo outro participante negro a quem elas não queriam dar ouvidos.

Amizade com Babu e lealdade 

Depois de ter sido consagrada como campeã e deixar o confinamento, Thelma foi para os estúdios da #RedeBBB para conversar com as apresentadoras Ana Clara e Fernanda Keulla. O papo contou ainda com uma participação especial de Babu, que estava participando do programa A Eliminação, do Multishow, com Vivian Amorim e Bruno De Luca

O ex-brother relembrou o elo forte de amizade que teve com a médica na casa, elogiou a sua vitória e se declarou: “Eu não ganhei, mas acertei na minha aposta, porque eu falei que em você eu não votava. E o Brasil foi nesse bonde. Eu não puxei bonde porque você é a pessoa que tinha que ganhar. Uma mulher preta, médica, maravilhosa. Te amo, minha amiga. Parabéns. Representatividade total”

Na sequência, Thelma, ainda surpresa com a presença – ainda que virtual – do ex-colega de confinamento e com os elogios proferidos, também mandou um recado de carinho para o carioca: “Babu, você não tem noção do que representa para mim. Não me arrependo um segundo de ter ficado ao seu lado. Você me ensinou muito quando você falou que eu sirvo de exemplo para sua filha que quer ser médica. O que a gente viveu ali dentro, vai ser para sempre”

Mesmo tendo divergido da maioria dos homens na casa, Thelma sempre teve uma amizade profunda com Babu, que havia feito uma aliança com os brothers depois de ter sido deixado de lado pela comunidade hippie. A sister não deixava de criticar a proximidade duvidosa do carioca com o grupo que ela considerava inimigo, mas em momento algum no jogo o abandonou ou deixou de falar ele.

Babu e Thelma se reconheceram na pele negra

Após Babu ter ido para mais de sete paredões praticamente seguidos, Ivy resolveu mudar de voto e deixou de considerá-lo como opção de voto. Thelma imediatamente percebeu e discutiu com a mineira pela contradição, afirmando que Ivy estava tentando criar uma imagem de boa samaritana.

“É o seguinte, eu não me importo que você votou em mim, mas quero entender. Eu vi você o programa todo dizendo que tinha medo de falar com o Babu, vocês rotulando ele de monstro, de violento, e daí depois de ele voltar de seis paredões, isso do nada muda? Parece que agora todo mundo quer defender o Babu nessa casa. Sempre pixaram o cara aqui dentro como monstro, então não dá pra pagar de boa samaritana depois de seis paredões que ele voltou“, disparou Thelma, rindo da inconsistência de Ivy.

Aqui fora, Ivy foi muito criticada principalmente pelo seu racismo, que a levou a proteger Daniel de atitudes indefensáveis e causadoras de problemas de convivência e votar somente em pessoas negras ao longo do jogo. 

Thelma se viu desesperada ao finalmente precisar votar em Babu para proteger suas amigas mais próximas na casa, e chorou ao ter que colocar o amigo no paredão para salvar Rafa. 

Ao ir prestar contas com o amigo, os dois protagonizaram um show de convivência e civilidade. “Depois eu fiquei pensando que você já está indo para o oitavo Paredão, mas na hora foi com o coração mesmo. A Rafa compra minhas brigas”, explicou a médica ao que Babu respondeu: “Realmente aqui, eu sou uma das pessoas que pensa um pouco diferente uma das outras… Não se sinta culpada. Doeu, doeu, mas não se sinta culpada. É a dinâmica do jogo. Também tenho meus critérios”

Prova de resistência e duas lideranças

A participação de Thelma na principal prova de resistência do BBB 20 foi marcante: após mais de 26 horas em pé agarrada a uma estrutura na área externa da casa, a sister venceu a disputa. Como vice campeã da dinâmica e pela longa resistência, Mari ganhou a imunidade. 

A vitória também trouxe problemas para Thelma, que teve uma discussão acalorada com Mari após a influenciadora digital sugerir que deixou a colega ganhar.

Em sua segunda liderança na casa, Thelma venceu uma prova de habilidade e imediatamente exerceu o voto do líder para emparedar Flayslane, seu desafeto na casa. As duas tinham se desentendido anteriormente, quando Flay chamou a médica de soberba. 

Thelma, por sua vez, deixou claro que desconfiava da postura da cantora na casa após ela ter decidido continuar ao lado de Lucas e Prior mesmo após as sisters terem descoberto as tramas dos brothers contra as mulheres do confinamento.

“É o que e falei ontem no meu discurso, algumas coisas não foram tão coerentes. O mais impactante foi quando todas as mulheres da casa se uniram por uma causa que todas concordaram, ela foi uma das que mais gritou, que mais quis dar a cara para bater, mas ela foi uma das primeiras a colocar em questão se era verdade ou não”, argumentou Thelma falando sobre Flayslane.

Prêmio e preparação para a final 

A menos de 24h da final do programa, Thelma venceu uma atividade promovida pela produção e ganhou um prêmio de R$20 mil. A sister comemorou muito, e agradeceu às amigas pelo apoio na casa. 

“Gente, estou muito preparada para sair daqui agora. Fiz amigas, tive uma trajetória coerente com tudo que eu penso e acredito. Espero que o público tenha gostado do que a gente mostrou aqui”, elogiou Thelma.

Nas redes sociais, a repercussão pela conquista de Thelma foi muito comemorada por fãs e famosos. Celebridades como Alice Wegmann, Bruno Gagliasso e Anitta chegaram a fazer mutirões de votos para ajudar a médica. 

Já os anônimos compararam a nova milionária a uma princesa da Disney e viram sua vitória como uma vingança contra o racismo, lembrando que a campeã do ano passado, Paula von Sperling, deu declarações consideradas racistas dentro da casa.

Correndo para o abraço

Dona Iara, a mãe da campeã, se declarou para Thelma após o resultado. Em entrevista para Ana Clara e Fernanda Keulla, a nova milionária teve a chance de ver a família pela primeira vez após os dias confinada e ela não se segurou: “Essas são minhas rainhas. Foi tudo por você, você sabe”, disse.

A apresentadora Ana Clara perguntou a Dona Iara como estava seu coração em um momento desse. “Eu estou tão feliz! Você sabe que sua mãe sempre acreditou em você. Lembra que a mãe falava, ‘eu acredito em você, Thelma’. A mãe sempre esteve estou seu lado, te incentivando te dando força. Você é meu tudo nessa vida”, declarou.

Depois de se reencontrar com a família, Thelma terá não somente o dinheiro para administrar, como também um novo mundo, de fama e reconhecimento. 

A paulista não é apenas a nova milionária vencedora do Big Brother Brasil 20, como é também a segunda pessoa no mundo a chegar a 1 milhão de curtidas mais rápido. A foto com o anúncio da sua vitória só precisou de 18 minutos para chegar lá. A primeira posição foi conquistada em 2018 e continua com a cantora Selena Gomez, que levou 13 minutos para alcançar o número com a sua foto de aniversário.

View this post on Instagram

CAMPEÃAAAAAAAAAAAAA!!!! Trajetória linda e magnífica a que fizemos até aqui. Essa força unida foi incrível! Somos e seremos eternamente gratos por toda força, todo carinho, toda comemoração e energia emanada. Planta tem raizes, da frutos e é o que alimenta a vida! Thelma nos alimentou com seus sorrisos, suas lutas e nos deu como fruto a possibilidade de ter uma mulher preta milionária no Brasil! Que a gente tenha mais plantas com Thelma! Que enfeita com sua beleza e nos alimenta com seus sorrisos! Um verdadeiro GIRASSOL! Sempre voltada para Luz! O jogo acabou aqui, mas a vida continua. ESSA VITÓRIA É NOSSA!!!! Doutora Thelma brilhará muito aqui fora. Nós, amamos todos vocês. Eternamente gratos!!! CONSEGUIMOSSSSSSSSSS 🙏🏼❤️ #ThelmaCampeã #BBB20

A post shared by Thelma Assis 🎭 (@thelminha_assis) on


Antes dela o pódio era de Beyoncé que bateu o recorde com 30 minutos. Na madrugada desta terça-feira, 28, no entanto, Thelminha e Manu Gavassi desbancaram a americana para o quarto lugar. Manu ficou com a terceira posição, conquistando 1 milhão de likes em 19 minutos. Esse reality show foi grande mesmo, hein?

Publicidade

Fotos: Reprodução / TV Globo


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Comédias românticas: o machismo e o racismo que negligenciamos nos filmes