Inspiração

Coronavírus: paramédicos judeu e muçulmano rezam juntos em Israel e dão aula de convivência

por: Yuri Ferreira


A pandemia de coronavírus tem unido antigos rivais para lutar contra um inimigo comum. A Covid-19 não olha renda, cor de pele, gênero ou religião e por isso, adversários políticos, países rivais e até religiões que sempre estiveram em conflito passaram a se unir para combater a doença que já infectou mais de um milhão de pessoas ao redor de todo o mundo. Um símbolo dessa união que viralizou por simbolizar os esforços conjuntos independente de preconceitos foi a dos paramédicos Avraham Mintz e Zoher Abu Jama, dois profissionais de saúde – um judeu e um muçulmano – rezando juntos em Israel no intervalo dos trabalhos contra o coronavírus.

A foto, compartilhada pela Magen David Adom, uma espécie de SAMU israelense, alcançou milhões de pessoas nas redes sociais por seu poder. Avraham, judeu, e Zoher, muçulmano, compartilham um momento de conexão com a espiritualidade juntos durante o trabalho contra a pandemia.

– Como Singapura, Taiwan, Coréia do Sul e Hong Kong conseguiram controlar o coronavírus

A foto que mostra membros de religiões diferentes na conflituosa região de Israel acabou viralizando como um símbolo de união dos povos contra a pandemia

“O mundo inteiro está lutando contra isso. Esta é uma doença que não diz a diferença entre qualquer pessoa, qualquer religião, qualquer gênero. Você deixa isso de lado. Trabalhamos juntos. Esta é a nossa vida.”, contou Abu Jama ao The New York Times.

Apesar da imagem ter viralizado durante os tempos de pandemia, Avraham e Abu afirmaram que essa é uma rotina de ambos. Os paramédicos trabalham de duas a três vezes juntos durante a semana e sempre rezaram juntos, compartilhando a diferença entre suas visões espirituais sem preconceito. A foto, registrada por um amigo, acabou sendo postada pelo próprio serviço de emergências e foi publicada em jornais ao redor de todo o mundo.

– Coronavírus prova porque o SUS e a pesquisa universitária realmente importam

“Por ser tão simples, essa imagem é tão poderosa. Acredito que eu, Zoher e todo o resto do mundo compreende que precisamos erguer nossa cabeça e rezar juntos. É isso que nos resta nesse momento. Todos estamos com medo do vírus. E nós profissionais de saúde também. Mas temos que ter fé de que tudo está sob o controle de Deus, e abençoada seja Ele. E nós dois acreditamos nisso”, contou Avraham Mintz à CNN do Oriente Médio.

Israel e Palestina unidos contra o coronavírus

A imagem é um símbolo da parceria que já tem acontecido há algum tempo. Israelenses – em sua maioria judeus – e palestinos – de maioria muçulmana – tem tido uma trabalho de parceria durante a crise de Covid-19. Na semana passada, contamos aqui no Hypeness como Israel e Palestino tem se unido em ações de solidariedade para combater o vírus. Desde o fechamento do Muro da Cisjordânia até o compartilhamento de profissionais de saúde e doações de equipamentos de proteção, ambos os países cessaram o conflito de décadas para o bem comum.

“Tanto Palestinos quanto Israelenses entenderam, provavelmente pela primeira vez, que a única solução para que ambos fiquem seguros e saiam da crise da melhor maneira é a cooperação bilateral”, disse Nidal Foqaha, Diretor Geral da Coalizão de Paz da Palestina à NPR.

Cerca de 63% da população de Israel é a favor de que o governo de Israel ajude a região da Palestina, que tem um IDH mais baixo, durante a crise de Covi-19. Um dos principais centros de atenção em todo o Oriente Médio é a Faixa de Gaza, a ‘Palestina do Oeste’, na fronteira com o Egito. Com grande concentração populacional e baixa infra-estrutura de saneamento, o local já tem casos confirmados.

Confira a postagem original do MDA sobre os paramédicos:


Publicidade

Fotos: Reprodução/Twitter


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
A história por trás do recorde de passageiros num voo comercial, em 1991