Debate

Desembargador esquece de câmera e aparece sem camisa em reunião online

por: Yuri Ferreira

A quarentena não está fácil para ninguém. São dezenas de calls, reuniões de trabalho, falhas na conexão, microfones com problema, internet com conexão lenta e mais um monte de problemas que o home office pode causar nas pessoas que têm o privilégio de manter sua profissão durante o isolamento social. Essas novas dinâmicas de trabalho podem causar muitas situações curiosas no ambiente de trabalho.

Uma dessas situações bizarras aconteceu no Tribunal de Justiça do Amapá. Ou melhor, na reunião online do Zoom no TJ-AP. O desembargador Carmo Antônio de Souza apareceu por alguns segundos sem camisa na reunião, fato que viralizou nas redes sociais por ir completamente contra a liturgia do cargo.

– Reunião no home office? Os melhores fundos virtuais para você ganhar moral com a chefia

Imagem do desembargador sem camisa no Zoom viralizou nas redes sociais

Na última semana, o juiz do STF Marco Aurélio Mello já havia entrado em uma polêmica por estar de camisa polo durante uma reunião do Supremo. Mas o desembargador amapaense surpreendeu, no que aparentou ser um engano – segundo os membros do TJ, a reunião durou poucos segundos, como uma espécie de teste.

– Chefe não consegue remover filtro de cabeça de batata durante videoconferência de quarentena

“Este tribunal ressalta ainda que a prática de realização de sessões judiciais por meio de videoconferência é recente na Corte, tendo sido estabelecida como parte das medidas de contenção à contaminação pelo novo coronavírus. Neste sentido, a ocorrência de incidentes como o ocorrido é perfeitamente compreensível”, esclareceu o tribunal.

– Padre esquece de desativar filtro do Facebook e reza missa mais divertida da quarentena

A internet, é claro, não perdoou:

Publicidade

Fotos: Reprodução/Twitter


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Instituto classifica como ‘de fachada’ consulta do exército que pode flexibilizar controle de armas