Criatividade

Estes são alguns dos desastres gastronômicos mais horripilantes da quarentena

por: Gabriela Glette

Mais de um terço da população mundial está, neste exato momento, em quarentena. Isto significa que mais de 2 bilhões de pessoas estão ressignificando suas vidas e buscando novas formas de passar o tempo. Nós nunca tivemos uma relação tão íntima com nossas casas, e é nessas horas que nos damos conta da importância de saber cozinhar. Nas redes sociais, ao mesmo tempo que tem gente despontando como verdadeiros chefs de cozinha estrelados, outros estão levando um balde de água fria e compartilhando desastres gastronômicos horripilantes.

desastres gastronômicos quarentena 1

Com muitos estabelecimentos comerciais fechados, as pessoas estão até mesmo arriscando a fazer seu próprio pão, o que não é assim tão evidente, pois para o pão perfeito, não é preciso apenas conhecer algumas técnicas, mas ter muita paciência. Segundo a Bloomberg, durante a pandemia do coronavírus, as vendas de fermento para panificação aumentaram 457% em relação ao ano passado. O mesmo vale para a farinha, que aumentou 155%, a manteiga 73%, o fermento 178% e os ovos 48%.

desastres gastronômicos quarentena 2

Nos Estados Unidos, a Hopkinsville Milling Co uma das maiores produtoras de farinha do país, disse que está embalando o dobro da farinha que costumava. Robert Harper – CEO da empresa confirmou: “Está parecendo que o Dia de Ação de Graças e o Natal se uniram. As pessoas têm tempo e estão tentando economizar algum dinheiro”.

desastres gastronômicos quarentena 3

Para celebrar todos que se arriscam na cozinha, mesmo que ainda não consigam criar grande coisa, o site Bored Panda fez uma compilação dos piores desastres compartilhados nas últimas semanas na internet. Acredite: o resultado não irá te deixar com água na boca!

 

Publicidade

Fotos: reprodução Bored Panda


Gabriela Glette
Uma jornalista e produtora de conteúdo que mora na França. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias. Gabriela também é fundadora do site Quokka Mag, onde fala apenas sobre coisas boas!


X
Próxima notícia Hypeness:
Skatista quer US$ 500 mil por vídeo viral com música do Fleetwood Mac