Debate

Jeff Bezos que lançar foguete espacial turístico em plena devastação por coronavírus nos EUA

por: Yuri Ferreira

Jeff Bezos é o homem mais rico do mundo. Com uma fortuna de 150 bilhões de dólares, o dono da Amazon também é o proprietário da Blue Origin, empresa de astronáutica que lança satélites, foguetes e, em breve, lançará missões turísticas para o espaço. Mas, segundo um trabalho investigativo do site americano The Verge, a empresa mantém operações e coloca em risco seus funcionários mesmo durante a pandemia de coronavírus no país com maior números de casos de Covid-19 no mundo: os EUA.

– Covid-19: falas de dono do Madero e Roberto Justus mostram desprezo aos idosos

Empresa de Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, ordenou funcionários ao trabalho durante epidemia de coronavírus para testar projeto de turismo

Segundo fontes internas da empresa, funcionários irão se deslocar das bases da companhia, em Kent, Washington, para Van Horn, no oeste do Texas. Ambos os estados tem mais de 6 mil casos confirmados de coronavírus, segundo o Centre for Disease Control (Centro de Controle de Doenças) do governo estadunidense.

Tanto o governador do Texas, quanto o de Washington tomaram medidas restritivas contra a circulação de pessoas e ordenaram o fechamento de serviços não essenciais. Mas a Blue Origin vai manter as suas operações independentemente da quarentena para testar o foguete New Shepard, que servirá para turismo espacial. Isso porque a empresa se enquadra como “serviço essencial” porque trabalha em parceria para o Departamento de Defesa Americano no projeto New Glenn, que enviará recursos e pessoas para lua.

– Empresário internado com coronavírus faz apelo: ‘Não voltem a trabalhar. Ela é silenciosa’

Mas é o projeto de turismo espacial que a empresa segue tocando. “Sinto que a Blue Origin está priorizando suas metas de negócio e sua agenda acima da segurança de seus empresários e e toda a comunidade”, afirmou uma funcionária em anonimato à The Verge.

Lançamento da New Shepard no fim de 2019, meses antes da epidemia de coronavírus se espalhar pelos EUA

Os empregados pedem que os testes sejam adiados especialmente porque existe um grande risco de contaminar áreas rurais com a Covid-19. A preocupação se dá especialmente no sítio de lançamento, em Van Horn. A cidade que receberá os trabalhadores tem apenas 2 mil habitantes e uma infraestrutura de saúde precária. Mas, a companhia de Jeff Bezos não descartou os lançamentos.

Em uma reunião privada, um dos diretores chefes da Blue Origin e ex-astronauta da NASA, Jeff Ashby pressionou os funcionários que reclamassem da decisão. “Vocês deveriam se perguntar, como indivíduos, se vocês estão agindo como uma toxina na organização fazendo essas reclamações ou se vocês estão realmente dispostos a ajudar os seus líderes a fazer decisões melhores.”, afirmou.

Na minha visão, é inacreditável. A missão do New Sheperd não é nada essencial para a defesa dos EUA, em nenhum aspecto. O que é essencial em um veículo que vai mandar bilionários para o espaço?

“Vamos manter a operação de nossos sítios de operação. Tendo em vista nossa missão essencial determinada pelo Departamento de Segurança Nacional e pelo Departamento de Defesa, nós fomos autorizados pelo governo federal, estadual e regional que podemos manter nossa operação. Faremos de tudo para manter a comunidade e nossos trabalhadores em segurança”, afirmou a empresa em nota.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mulher branca que chamou polícia para homem negro por cachorro sem coleira perde o emprego