Ciência

Jovens devem se vacinar contra a gripe, diz médico. ‘Não dá para marcar bobeira’

por: Yuri Ferreira

No dia 27 de fevereiro, o Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta anunciou a antecipação do programa de vacinação contra a gripe. A campanha, que tem como foco pessoas mais vulneráveis ao influenza, foi adiantada por causa da pandemia da covid-19. A ideia é que, como grupos de risco do coronavírus e influenza coincidem, é importante evitar que essas pessoas tenham a capacidade pulmonar prejudicada pela SARS-CoV-2 simultaneamente a uma gripe. Por isso, o governo pretende imunizar 75 milhões de profissionais de saúde e idosos o mais rápido possível, antes até do pico de coronavírus. As doses de vacina estão disponíveis nos postos de saúde desde o dia 23 de março. Mas pessoas que não fazem parte dessas categorias devem ser imunizadas contra o H1N1 também?

Segundo a comunidade médica, sim. Mas é preciso ter calma. Primeiro, é mais importante imunizar o grupo mais vulnerável. Depois, em 16 de abril, a vacina estará disponível e deve ser tomada por pessoas de todas as idades com doenças que colocam a pessoa no grupo de risco do novo coronavírus: diabetes, AIDS e hipertensão. A ideia é fazer com que nenhuma pessoa precise ser internada por pneumonia decorrente de gripe durante a superlotação de hospitais que será causada pelo pico de Covid-19 no Brasil.

– Primeira vacina contra Ebola do mundo é aprovada

Jovens também devem tomar a vacina de gripe para se imunizarem contra o Influenza

“Esse é outro grande motivo para os adolescentes receberem a vacina da gripe: depois de tomar a vacina de gripe, se manifestarem sintomas como febre, dor de garganta ou de cabeça, quebradeira pelo corpo e tosse, os médicos saberão que há grande probabilidade de ser covid-19, já que não existirá chance de ser mais um caso de gripe, se ele foi vacinado”, afirmou o médico Maurício de Souza Lima em coluna para o UOL Viva Bem.

Por isso, é importante respeitar os prazos estabelecidos pelo governo para imunizar a população. Para tomar a sua vacina de gripe, é só ir ao posto de saúde mais próximo da sua casa e manter as instruções de higiene. Algumas clínicas privadas oferecem até um drive-thru de vacinação. Por isso, fique atento e veja onde pode tomar a sua vacina contra a gripe, que deve ser tomada anualmente.

– David Uip, em casa por coronavírus, defende isolamento e prevê pico entre abril e maio: ‘Grandes dificuldades’

Em 2019, o Brasil notificou 3430 casos de H1N1. Somente casos graves são notificados. O vírus tem um espalhamento bastante menor que o coronavírus. 796 pessoas morreram, sendo uma mortalidade de 23,2% no país. Portanto, é essencial se proteger contra essa doença.

– Gripe espanhola: esnobada, pandemia parou o Rio, matou 50 milhões e o presidente

“A gripe continua a ser um inimigo da saúde pública para o qual muita gente não dá a devida atenção. E hoje podemos nos prevenir do H1N1, pois ele faz parte da composição da vacina da gripe. Não precisaríamos ter tantas mortes. Não faz sentido um pânico coletivo contra uma doença e a negligência pessoal contra outra, que mata mais e para a qual há vacina. Aliás, ela mata tanto justamente porque as pessoas não se vacinam”, afirmou o médico e professor Roberto Medronho, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), ao jornal o Globo.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Drauzio Varella receberá prêmio da OMS por atuação na medicina