Inspiração

Refugiado sírio doa marmitas para idosos em quarentena

por: Yuri Ferreira

A crise do coronavírus está trazendo uma nova dinâmica para toda a sociedade. Com a iminente recessão econômica, crescimento do desemprego e dificuldade de acesso à alimentação, a necessidade de criar redes de proteção para as populações mais fragilizadas é muito importante. E quem já passou por situações parecidas sabe o valor que uma ajuda simples pode ter na vida de uma pessoa.

Segundo o jornalista Artur Rodrigues, da Folha de São Paulo, a demanda por alimentação tem aumentado de maneira exponencial nas últimas semanas. E um refugiado síria chamado Talal Al-Tinawi tem trabalhado duro para mudar essa realidade na capital paulista.

– Coronavírus: vereador doa 50% do salário para a compra de alimentos aos mais pobres

De acordo com uma reportagem do site Metrópoles, Talal era um engenheiro na Síria, país que vem sofrendo com uma guerra civil há anos. Ele se mudou pro Brasil e resolveu fazer um restaurante de comida árabe, trazendo novos sabores de sua terra natal para o nosso país. Mas ele resolveu suspender as atividades de seu restaurante para doar marmitas para pessoas da terceira idade.

Talal e sua esposa Ghazal estão trabalhando para alimentar idosos durante a quarentena causada pela covid-19

“Durante a guerra, por causa das bombas, a gente tinha de ficar em casa. Sei como esse tipo de situação é difícil para o idoso: eles necessitam de alimentação e de cuidados. Por isso, começamos a trabalhar com eles, porque são as pessoas que mais precisam nesse momento.”,  contou Talal ao Metrópoles.

Ele e sua esposa, Ghazal Baranbo, mesclaram a produção tradicional de comida árabe com comida brasileira. A demanda tem considerado de maneira exponencial e milhares  de pessoas dependem de apoio para alimentação nesse momento tão delicado de nossa história.

– Xuxa vai doar R$ 1 milhão ao SUS para combate ao coronavírus

“Quando cheguei, os brasileiros me ajudaram muito, e quero fazer algo em troca para agradecer este povo que me acolheu”,

Até então, o imigrante já fez mais de 300 marmitas e está pedindo ajuda financeira para produzir ainda mais. Para os idosos, não há nenhum custo, basta apenas retirar o prato, que pode ser entregue congelado ou feito na hora. Para apoiar o projeto de Talal, você pode depositar no Banco Itaú: agência 0772, conta 20928-4. Para fazer um contato, é só entrar em contato via Whatsapp pelo número (11) 96622-1305.

– Coronavírus: Lady Gaga reúne Paul McCartney, Stevie Wonder, Elton John e Billie Elish, entre outros, em festival da OMS

Confira a campanha promovida para ajudar o trabalho de Talal com os idosos

Publicidade

Fotos: Reprodução/Facebook


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Selva urbana: como cuidar e cultivar plantas durante o isolamento social