Debate

SBT suspende apresentador que sugeriu campos de concentração para conter coronavírus

por: Karol Gomes

O jornalista Marcão do Povo foi suspenso do SBT, nesta quarta-feira (8), por comentários que fez ao vivo no comando do programa ‘Primeiro Impacto‘, em que sugeria a criação de ‘campos de concentração para pacientes com Covid-19 durante a pandemia. A decisão foi tomada em reunião na emissora e, na ausência do apresentador, o telejornal matinal será dividido entre Dudu Camargo e Márcia Dantas.

A ‘ideia‘ de Marcão era reproduzir os terríveis campos de concentração criados, principalmente na Alemanha, pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial – onde judeus eram escravizados e executados – como uma forma de relaxar o confinamento determinado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e adotado na maioria dos estados brasileiros.

– Maju Coutinho quer processar racista por dizer que ela só está na TV pela cor, diz coluna

O apresentador ainda pediu ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que publicasse um decreto dando poderes ao Exército de policiar as ruas e prender os governadores que não cumprirem as regras impostas, algo que lembrou outro período histórico assustador: a ditadura militar.

Em nota assinada pela diretoria da emissora, o SBT pediu desculpas pelos comentários de Marcão. “Sinceramente lamentamos que o apresentador tenha usado nossa plataforma de modo que contraria tão profundamente os nossos princípios. A todos que de alguma forma possam ter se ofendido ou mesmo se indignado com as opiniões pessoais do apresentador, nossas mais sinceras desculpas”.

– Mari Palma e Phelipe Siani, da CNN Brasil, são afastados por suspeita de coronavírus

Na linha de outros apresentadores de programas policiais e sensacionalistas, quando está no ar, Marcão grita muito, festeja a morte de acusados de crimes e tripudia de quem tem preocupação com direitos humanos. Nas redes sociais, cita versículos bíblicos e fala muito de Deus.

O jornalista Marcão do Povo sugeriu “campos de concentração” para controlar a pandemia de coronavírus

Desde 2019, como outros colegas da área de entretenimento do SBT, o apresentador tem também manifestado grande entusiasmo pelo governo Bolsonaro. Foi justamente num comentário que dirigiu ao presidente que Marcão fez a sugestão dos campos de concentração.

Num primeiro momento, após a repercussão negativa da sugestão de Marcão, o SBT defendeu o direito do apresentador falar o que quiser. “Ele tem liberdade de expressão, porém a opinião dele não reflete o posicionamento da emissora”. Mas, internamente, o comentário foi considerado inaceitável.

– Comentarista da CNN se demite de programa por ser interrompida por homens e desabafa

A escolha de Dudu Camargo o rodízio de substituição, contudo, também acaba por ser polêmica, já que o apresentador é conhecido pelo seu mal comportamento nos bastidores da emissora e já foi acusado de assédio sexual no ambiente de trabalho. 

Abaixo, a íntegra da nota divulgada pelo SBT: 

“Ontem, durante a exibição do programa jornalístico Primeiro Impacto, o apresentador Marcos Paulo Ribeiro de Morais, popularmente conhecido como Marcão do Povo, se utilizou do espaço em nosso jornal para expressar uma opinião de cunho pessoal que dizia respeito ao tema tão delicado que o mundo e nosso país atravessam: a COVID-19.

– Jornalista da Globo chora ao pedir que idosos fiquem em casa por coronavírus

Gostaríamos de esclarecer ao público, às autoridades, àqueles que estão na linha de frente ao combate incessante da pandemia e, em especial, às pessoas vitimadas, que de forma alguma a opinião expressada pelo apresentador reflete o pensamento, a atitude e o respeito que a emissora tem pelo momento atual. Temos total consciência da relevância do assunto e temos, a todo momento, nos preocupado em informar e esclarecer de forma isenta e imparcial os acontecimentos e as providências que as autoridades e todos brasileiros estão adotando para vencermos essa enorme crise de saúde já presente, e a econômica que se avizinha.

Desta forma, sinceramente lamentamos que o apresentador tenha usado nossa plataforma de modo que contraria tão profundamente os nossos princípios. A todos que de alguma forma possam ter se ofendido ou mesmo se indignado com as opiniões pessoais do apresentador, nossas mais sinceras desculpas.

Nossos profissionais de Jornalismo seguirão na dura missão de bem informar, sempre preocupados com o bem estar de todos os brasileiros.

O apresentador foi suspenso de suas funções.

Respeitosamente,

A Diretoria”

Publicidade

Foto: Reprodução / SBT


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
TikTok: desafio de serrar os dentes com lixa de unha desespera dentistas; veja vídeo