Design

Studio Ghibli lança imperdíveis protetores de tela para chamadas em vídeo durante quarentena

por: Gabriela Glette

Relações humanas nunca estiveram tão virtuais. E em tempos de distanciamento social, nós nunca valorizamos tanto a tecnologia. Durante a quarentena, reuniões do trabalho e até festas entre amigos estão sendo feitas através de aplicativos, como Skype, Zoom e até mesmo o próprio Facetime do smartphone. No entanto, para deixar esta prática mais divertida e colorida, o Studio Ghibli acaba de lançar protetores de tela gratuitos e você já pode começar a testar desde agora!

protetor de tela studio ghibli 1

O querido estúdio de animação japonês lançou 12 fundos virtuais gratuitos com fotos de filmes destinadas a serem usadas como “papel de parede para conferências na web”. Cada vez mais em alta, recentemente a Netflix disponibilizou mais de 20 filmes do Studio Ghibli em seu catálogo.

protetor de tela studio ghibli 2

Cada um dos cenários apresenta um filme diferente do Studio Ghibli, incluindo os clássicos ‘Meu Vizinho Totoro’, ‘Spirited Away’ e ‘Princess Mononoke’. Da próxima vez que você for realizar uma chamada em vídeo, poderá escolher entre o fundo do Totoro, ou simplesmente cenários japoneses, como a icônica árvore de cerejeira. Afinal, se não podemos ir até o Japão, que ele venha até nós.

protetor de tela studio ghibli 3

As imagens possuem o tamanho de 1920 x 1080 pixels, mas você pode alterar o tamanho de acordo com o seu aplicativo, assim com fazer alguns ajustes. Acesse aqui para baixá-las.

protetor de tela studio ghibli 4

Problemas de segurança no Aplicativo Zoom

Se a maneira mais segura de se comunicar com o mundo durante a pandemia do coronavírus é via aplicativos de chamadas de vídeo, é preciso repensar a questão da privacidade. Com explosão de número de downloads durante a quarentena, em dois meses o aplixativo Zoom foi baixado por mais de 20 milhões de usuários, mas apresenta inúmeras falhas de segurança.

protetor de tela studio ghibli 5

Falhas graves de segurança durante o uso do recurso Zoom meeting, mostraram que invasores conseguem facilmente acessar a câmera e o microfone de usuários, bem como os conteúdos das reuniões realizadas por meio deste recurso. Por causa disto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), um dos órgãos públicos na linha de frente do combate à pandemia do novo coronavírus no Brasil, proibiu o uso da ferramenta de videoconferência Zoom desde o início de abril.

Publicidade

Fotos: reprodução


Gabriela Glette
Uma jornalista e produtora de conteúdo que mora na França. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias. Gabriela também é fundadora do site Quokka Mag, onde fala apenas sobre coisas boas!

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Artista cria camisetas para refletir sobre ‘estar bem, mesmo não estando’