Debate

A história da Ferrari F40 perdida do filho de Saddam achada por um caçador

por: Vitor Paiva

Para celebrar os 40 anos da mais emblemática fábrica de carros do mundo, a Ferrari em 1987 lançar seu mais ambicioso modelo: o F40 nasceu como o mais veloz, o mais poderoso e o mais caro carro do mundo na época. O preço recomendado era então de 400 mil dólares – quase 1 milhão de dólares hoje – e foi o último veículo pessoalmente aprovado por Enzo Ferrari, fundador da marca. Entre 1987 e 1992, período em que o carro foi produzido, somente 1.315 unidades foram fabricadas, tornando o modelo atualmente uma raridade para colecionadores – e uma dessas raras unidades foi descoberta recentemente em pleno Iraque, depois de anos coberta pela areia do deserto: era parte da coleção pessoal do filho do ditador Saddam Hussein.

A Ferrari de Uday Hussein © reprodução

O veículo foi recentemente documentado em um vídeo pelo youtuber Scott Chivers, conhecido como “Caçador de Ferraris”, que em seu canal “Ratarossa” costuma encontrar Ferraris a preços baixos precisando de reformas para, em sua própria garagem, reparar os veículos às condições originais.

© reprodução

A F40 de Uday Husseim foi encontrada na cidade de Erbil, no Iraque, há cerca de quatro anos pela oficina Gas Monkey Garage, mas as condições do carro e o alto custo inibiram a compra – o dono atual está pedindo 1,15 milhão de dólares, o equivalente a 6,4 milhões de reais.

Detalhes do interior do veículo © reprodução

E pelo mesmo motivo Chivers, apesar da animação em encontrar o raro modelo que não possui em sua coleção pessoal de seis Ferraris reformadas, também desistiu do negócio – para ele, além das dificuldades burocráticas para retirar o carro do Iraque, a F40 exigiria uma desmontagem completa do motor, e um investimento entre 300 a 400 mil dólares (equivalente a 2,2 milhões de reais) para voltar a sua forma original. Filho mais velho do ditador iraquiano, Uday Hussein era visto como sucesso natural do pai no poder, até ser assassinado aos 39 em operação militar, em 2003.

O carro depois de limpo © reprodução

Publicidade

© fotos: reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Funcionário é preso por estuprar hóspede em hotel na Barra da Tijuca