Debate

‘BBB’: Thelma estrela campanha em defesa da quarentena contra o coronavírus

por: Yuri Ferreira

Thelma Assis, a campeã da última edição do reality Big Brother Brasil, estrelou uma de suas primeiras campanhas publicitárias na televisão para uma causa bastante nobre. A médica anestesista fez um apelo para que os cidadãos de São Paulo se mantenham em casa durante a epidemia do novo coronavírus, em defesa da quarentena, em propaganda institucional da Prefeitura da capital paulista.

Thelma Assis foi a estrela da campanha da Prefeitura de São Paulo em defesa da quarentena; índice de isolamento social tem caído de maneira preocupante da capital paulista

No vídeo, também divulgado nas redes sociais, a nossa querida ‘Thelminha‘ relatou a importância de se ficar em casa, utilizando a sua experiência de confinamento no BBB20 para incentivar o isolamento social, além de, é claro, utilizar o seu conhecimento como profissional da área de saúde.

“Passei os últimos três meses dentro de uma casa e agora voltei para a minha casa, aqui em Pirituba, onde cresci e realizei o sonho de ser médica. E como médica, eu lhe faço um apelo: fique em casa”, afirmou no vídeo da prefeitura.

– ‘BBB’: Thelma campeã faz Leifert e mãe chorarem e mostra urgência de feminismo mais plural

“Durante a pandemia, respeitar a quarentena é fundamental para não sobrecarregar o sistema de saúde. E para ajudar os profissionais de saúde a ficar a salvar vidas, você precisa ficar em casa”, reiterou a médica.

Confira o vídeo da campanha:

Isolamento social em São Paulo

O nível de isolamento social tem diminuído drasticamente mesmo com o crescimento exponencial do número de mortos ao redor do país. Mesmo com a prorrogação da quarentena no Estado de São Paulo para o dia 31 de maio, especialistas apontam que a baixa adesão da população pode levar a cidade, que já tem ocupação de mais de 90% das UTIs a um estado de caos completo.

– Brasil lidera taxa de contágio por coronavírus, diz estudo; SP vai endurecer quarentena

No último fim de semana, o isolamento social foi de 53% e o nível caiu para 49% na segunda-feira (11). Segundo o governador João Dória, as atividades normais só poderão ser recuperadas no dia 31 em caso de adesão de, no mínimo, 55% até o fim do período.

Medidas como as tomadas pelo Governo Federal no início dessa semana, que classificam salões de cabeleireiro e academias como atividades essenciais, levarão à reabertura desses estabelecimentos e a um prolongamento do isolamento social. A tendência é que o número de infectados e mortos, que já é um dos maiores de todo o mundo, seja ainda maior.

Publicidade

Foto: Reprodução/Twitter


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Escritor é alvo de censura e terá conta no Twitter suspensa por críticas contra Igreja Universal