Empreendedorismo

Bezos e Amazon classificam investimento de US$1 bi na Índia como ‘aliança do século’

04 • 05 • 2020 às 18:07 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

Com população de 1,35 bilhão de pessoas, a Índia não é só o segundo país mais populoso do mundo e a maior democracia do planeta: é também um suculento mercado de dimensões planetárias, que salta aos olhos de um empresário como Jeff Bezos, o dono da Amazon e pessoa mais rica do mundo. Em viagem recente à Índia, Bezos anunciou investimento de US$ 1 bilhão para a digitalização de pequenas e médias empresas indianas, como primeiro passo de um intento ainda maior: exportar até US$ 1º bilhões em produtos do país pelos próximos cinco anos.

Bezos na Índia © Getty Images

A presença do CEO da Amazon na Índia naturalmente provocou protestos por pequenos empresários do país, que afirmaram serem obrigados a reduzir os preços de seus produtos por conta da presença predatória de uma gigante do varejo como a Amazon no país. Os protestos se espalharam por mais de 300 cidades indianas por milhares de pequenos empresários.

Com Amit Agarwal, vice-presidente sênior da Amazon na Índia © Getty Images

Apesar disso, Bezos se mostrou animado com a parceria: “Farei mais uma previsão para você: neste século 21, a aliança mais importante será a aliança entre a Índia e os Estados Unidos, a democracia mais antiga do mundo e a maior democracia do mundo”, afirmou.

Com Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia © Getty Images

Estabelecida em 2019, a legislação da Índia proíbe que gigantes do varejo como a Amazon e a Walmart estabeleçam parcerias exclusivas com vendedores para o oferecimento de produtos por fornecedores nos quais possuam interesses diretos – lei que tirou milhares de produtos das vendas virtuais. O protesto contra os investimentos de Bezos foram convocados pela Confederação de Comerciantes de Toda a Índia, grupo que representa mais de 70 milhões de varejistas físicos no país, que acreditam que a legislação pode não os proteger diante da força comercial predatória que uma gigante como a Amazon pode oferecer.

© Getty Images

Publicidade

© fotos: créditos


Canais Especiais Hypeness