Debate

Com Gisele na capa, Vogue escorrega ao glamourizar mundo ‘pós-coronavírus’

por: Karol Gomes


Protagonizada por Gisele Bündchen – usando as grifes Prada e Chloé, a capa da nova edição da Vogue Brasil, que celebra os 45 anos da revista, sugere um ‘novo normal‘ diante do período delicado que a humanidade atravessa em função da pandemia de coronavírus e infectados pela Covid-19.

Não foi de se espantar que muita gente não se identificou com esse ‘novo normal‘ e a publicação tem sido criticada nas redes sociais.

A Marie Claire do México 

E não faltaram bons exemplos para a redação brasileira: revistas de moda em todo o mundo têm buscado soluções criativas para se posicionar nesse contexto. Dentro da mesma franquia, a Vogue Itália decidiu publicar uma capa totalmente em branco, sem fotos, para a sua edição de abril, pela primeira vez na história da revista.

– Diretora de redação da ‘Vogue Brasil’ pede demissão após festa racista

Gisele no Brasil e o ‘novo normal’ na capa da Vogue Itália

Já a Marie Claire mexicana foi elogiada por colocar uma representante dos profissionais de saúde na sua capa de maio, determinando-os como os novos influenciadores.


Leitores da Vogue especularam se a pauta e a abordagem foram mantidas em função da data comemorativa da revista – algo que pode justificar um ensaio feito já há alguns meses, antes da pandemia começar. Contudo, essa desculpa ainda não cai bem na comparação com as perdas que o país tem enfrentado.

– Em edição especial sobre origem da vida, Vogue tem 1ª modelo albina em sua capa

View this post on Instagram

Para fechar a edição de maio, que celebra nossos 45 anos, tivemos que aprender novos processos e desaprender alguns outros: afinal, estávamos cada um em sua casa, trabalhando à distância com rotinas inéditas trazidas pela quarentena. Nessa dinâmica, começamos a debater – entre nós e com especialistas de diversas áreas – como seria o “novo normal” pós-pandemia. Acreditamos que os excessos e exageros ficaram no passado e o “less is more”, tão bem personificado pela nossa estrela da capa, @Gisele Bündchen, será um lema global. Convidamos você a descobrir o resultado desse exercício conjunto na revista, que chega dia 8 de maio às bancas, às redes de supermercados Pão de Açúcar, St. Marche, Varanda e Santa Luzia e aos hipermercados Extra e Carrefour. (Gisele veste @chloe em clique de @luigiandiango, com edição de moda de @pedrosales_1 e beleza de @luigimurenu e @georgisandev)

A post shared by Vogue Brasil (@voguebrasil) on


No perfil da Vogue Brasil no Instagram, está clara a tentativa de associar a história de Gisele com a pandemia de coronavírus, mas sem sucesso. “Nas páginas, refletimos sobre como a simplicidade é mais que uma tendência de moda, mas parte vital do ‘novo normal’”.

– Vogue britânica cria edição especial com mulheres acima dos 50 anos

A publicação de Gisele em seu perfil também pareceu desconexa: “O momento de reclusão nos faz, de alguma forma, reavaliarmos nossas vidas. É um convite a rever nossas prioridades e valores. A vida nos deu um chacoalhão e nos fez olhar não só para dentro de nós mesmos, mas para como agimos e nos relacionamos com o outro”

Aos 19 anos, a fundadora do Portal das Modas se posicionou sobre a capa e mostrou muito mais maturidade do que os editores da Vogue, que chegaram a entrar em disputas online para defender o posicionamento da revista – que, nesse momento, deve, no mínimo, um pedido de desculpas. 

– Vogue é estrelada por primeira modelo transgênero e indígena em 120 anos

 

Publicidade

Foto: Divulgação/Vogue


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Casal que ofendeu fiscal não se diz arrependido e afirma que ‘pode questionar qualquer servidor público’