Tecnologia

Coronavírus abre espaço para golpistas que se passam por Datafolha para clonar WhatsApp; entenda e se proteja

por: Yuri Ferreira

Atenção, cuidado com o golpe! Segundo informações do UOL, diversos golpistas estão se aproveitando da pandemia de coronavírus – e da enxurrada de informações – para aplicar golpes via Whatsapp. Os estelionatários, diz a reportagem, se passam por institutos de pesquisa, como o Datafolha, e começam a fazer uma pesquisa, com linguagem técnica e rebuscada. Após concluírem o questionário, pedem para o entrevistado enviar um número de confirmação que chega por SMS.

– Como funciona o golpe do vômito, que preocupa Uber nos EUA

Golpe do Whatsapp tem feito diversas vítimas durante a crise do coronavírus

“Ele pergunta sobre covid, se alguém da família teve sintomas. A linguagem é bem técnica e ao final ele fala: ‘para confirmar sua pesquisa, foi enviado para o seu celular via SMS seis dígitos para confirmar a pesquisa. Você pode me informar por favor?’ Quando você informa, ele clona seu WhatsApp”, afirmou uma vítima ao UOL.

Basicamente, com um celular sem chip ativado, eles usam o número do usuário e tentam logar na conta do WhatsApp quando a vítima termina a pesquisa. Os estelionatários enviam o código de segurança e a pessoa perde acesso a suas conversas pessoais.

– Usuária faz alerta no Facebook para golpe por meio do app da Uber

Não é a primeira vez que bandidos utilizam o coronavírus como chance para tentar ganhar alguma coisa ilegal: golpes relativos ao auxílio emergencial atingiram mais de 7 milhões de pessoas, que clicaram em links maliciosos e perderam seu CPF graças a estelionatários virtuais, segundo a PSafe.

“Em momento nenhum, nas pesquisas do Instituto Datafolha, são enviadas mensagens de confirmação”, disse, à Folha de S. Paulo, Mauro Paulino, diretor do instituto de Pesquisa.

Veja os comentários no Twitter:

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Apple aposta no design arrojado em nova loja que flutua na marina de Singapura