Ciência

Experimento mostra coronavírus no ar por 14 minutos e transmissão por fala

por: Redação Hypeness

Em tempos de pandemia da covid-19, provocada pelo novo coronavírus, já não era novidade que a tosse e o espirro são grandes transmissores da doença. A novidade, trazida pela pesquisa recente do National Institutes of Health (NIH), é o tempo de proliferação da partículas contaminadas: elas podem ser espalhadas até mesmo pela fala e ficam no ar de oito a 14 minutos. 

Os pesquisadores usaram um ambiente fechado e sem ventilação para detectar o movimento das partículas contaminadas e assim determinaram essa média de tempo. A velocidade e o tempo que as partículas do vírus ficam no ar também podem depender da pessoa que as espalha: quanto mais alto for sua fala, mais chances de fazer as partículas durarem mais tempo. 

– Fiocruz diz que coronavírus chegou ao Brasil antes do Carnaval; Rio teve 1ª morte

A pesquisa foi publicada na edição mais recente da PNAS, revista de pesquisas acadêmicas na área de ciências, com o reforço da importância do uso máscaras protetoras para evitar a contaminação do novo coronavírus.

– Jovens são os mais infectados por coronavírus no Brasil; veja números

Como base para essa pesquisa, foram usados dados da proliferação da SARS, outra doença causada pelo coronavírus, com menos fatalidade que a covid-19. A diferença entre as duas, concluíram os cientistas, é que a mais recente se espalha mais rápida e facilmente, não à toa, o mundo enfrenta uma pandemia. 

Os especialistas voltaram a afirmar que transportes públicos, restaurantes e locais com baixa ventilação são os mais perigosos de se frequentar no momento e que, se possível, o ideal é que as pessoas fiquem em casa. 

– Brasil importa testes de coronavírus de ‘terceira divisão’ e com alto índice de falha, diz site

Já o time de pesquisadores da Academia Militar de Ciências Médicas de Pequim descobriu a distância que o vírus pode “viajar” depois que dispersado no ar: quase quatro metros de distância do seu ponto de início – ou seja: a atual recomendação de no mínimo um metro de distanciamento entre pessoas, feita pela Organização Mundial de Saúde (OMS), pode logo ser atualizada.

Publicidade

Foto: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Universidades federais realizam estudos inéditos sobre cultivo da cannabis no Brasil