Debate

Garimpeiros avançam e desmatamento em terras indígenas aumenta 59% durante a pandemia

por: Gabriela Glette

Desde que o primeiro caso de coronavírus foi reportado – em 31 de dezembro de 2019, a principal agenda jornalística tem sido o avanço da pandemia. Não que o assunto mereça menos atenção, afinal, já foram mais de 286 mil mortes espalhadas pelo mundo. No entanto, existem outras questões sérias que acabaram sendo desprezadas, como por exemplo o desmatamento das terras indígenas, que aumentou 59% durante a pandemia.

desmatamento amazônia pandemia 1

Hoje, os povos indígenas que vivem na floresta têm dois grandes inimigos: a Covid-19 e os madeireiros, grileiros e garimpeiros que avançam de forma descontrolada na calada da noite, ou melhor, da pandemia. Uma análise dos dados do sistema Deter, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostra que o desmatamento em Terras Indígenas (TIs) chegou a 1.319 hectares nos quatro primeiros meses deste ano – o equivalente a 1.800 campos de futebol, enquanto no mesmo período do ano passado esse número era de 827 hectares.

desmatamento amazônia pandemia 2

O desmatamento das terras indígenas é um problema que assola o Brasil desde o seu “descobrimento”. A questão de agora, no entanto, é agravada pelo avanço do vírus, já que madereiros ilegais são a porta de entrada para que ele chegue nas comunidades.

desmatamento amazônia pandemia 3

Enquanto isto, o governo mostra, mais uma vez, o profundo descaso que tem para com os indígenas e a história do próprio país, já que até agora não tomou ações para protegê-los. Para Carolina Marçal, porta-voz da campanha de Florestas do Greenpeace Brasil, o caso pode ser visto como genocídio: “Estamos testemunhando a pandemia se espalhar pela Amazônia de maneira bastante rápida, o que pode causar um outro genocídio indígena, enquanto o governo fecha os olhos para os que cometem crimes na floresta. Isso é inaceitável. Precisamos agir – com a urgência que se faz necessária – para cuidar de quem cuida da floresta”.

desmatamento amazônia pandemia 4

Publicidade

Fotos 1 e 2: Getty Images

Fotos 3 e 4: Greenpeace


Gabriela Glette
Uma jornalista e produtora de conteúdo que mora na França. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias. Gabriela também é fundadora do site Quokka Mag, onde fala apenas sobre coisas boas!

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Agência sugere sexo na pandemia com máscara e em posições que evitem o face a face