Sustentabilidade

Greta Thunberg critica Ricardo Salles após sugestão de usar coronavírus para burlar leis ambientais

por: Yuri Ferreira

A ativista ambiental Greta Thunberg criticou o Ministro do Meio-Ambiente, Ricardo Salles, após as declarações do chefe da pasta sobre “passar a boiada”, em referência a uma suposta distração midiática causada pela pandemia, que facilitaria a desregulamentação de normas ambientais, facilitando a exploração de riquezas naturais e grilagem no nosso país.

Greta, a sueca de 16 anos, que tem forte voz na comunidade internacional, pediu em seu Twitter para que a imprensa do mundo todo abra os olhos para as atitudes do ministro. A divulgação das falas de Salles foram resultado do vazamento da reunião ministerial de 22 de abril.

– Coronavírus não muda realidade da Amazônia e desmatamento sobe mais de 200%

Em reunião ministerial do dia 22 de abril, Ricardo Salles afirmou que era importante usar a desatenção da imprensa para passar “desregulação” do Meio Ambiente no país

“Precisa haver um esforço nosso aqui, enquanto estamos neste momento de tranquilidade no aspecto de cobertura de imprensa, porque só fala de Covid, e ir passando a boiada e mudando todo o regramento e simplificando normas”, afirmou o Ministro. Greta o referenciou e adicionou “Imagine as coisas que foram ditas por trás da câmeras. Nosso futuro é somente um jogo para eles”.

– Greta Thunberg grava vídeo para campanha sobre avanço da covid-19 em Manaus

Confira o tweet da ativista:

Durante a pandemia do coronavírus, grileiros estão se aproveitando e desmatando ainda mais a nossa Floresta Amazônica. Enquanto Manaus, coração urbano da Região Norte sofre sendo a capital mais impacta pela covid-19 no país, madeireiras ilegais avançam na floresta, invadindo terras indígenas e reservas para fazer plantações de soja e criações de gado.

O IBAMA, sob o comando de Salles, tem sido achacado por realizar fiscalizações ambientais – muitos fiscais foram demitidos –  e a situação é inacreditável. Em comparação com os três primeiros meses do ano passado, o desmatamento cresceu 63%, de acordo com os dados do DETER (Sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real). Somente em terras indígenas, o aumento foi de 60%.

O Ministério Público Federal acionou a PGR para que Ricardo Salles seja investigado por crime de responsabilidade. “Observa-se que as declarações do Ministro de Estado durante o vídeo revelam clara intenção de promover a desregulamentação do Direito Ambiental pátrio, oportunamente no período da pandemia, galgando-se do foco em problemas a ela associados pela mídia e população, em flagrante infringência aos princípios da Administração Pública da moralidade, eficiência, legalidade, impessoalidade e publicidade”, diz o documento.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Como a produção de dendê está destruindo uma das maiores florestas da Ásia