Arte

Ilustrações realistas usam nostalgia e estilos de anime para discutir solidão feminina

por: Gabriela Glette

Mais do que momentos nostálgicos capturados em ilustrações que misturam fotorrealismo e estilos de anime, esta série fala sobre a solidão feminina. A partir da justaposição de cenas urbanas sombrias com personagens femininas solitárias, elas estão sozinhas à espera de um cruzamento, esperando o metrô ou simplesmente pensando na vida. O resultado pode até passar a impressão de que elas vivem momentos calmos, mas, assim como bilhões de mulheres no mundo, elas também estão sozinhas.

ilustrações realistas solidão feminina 1

As composições foram feitas pelo artista Kouki Ikegami e impactam pela complexidade. Todos os mínimos detalhes da arquitetura – incluindo semáforos, sinalização e fios de telefone – são renderizados com o mesmo cuidado elaborado que ele utiliza nas personagens. Impossível não se questionar sobre estas mulheres e suas respectivas vidas, afinal, esta é uma ótima maneira que o artista encontrou de discutir a invisibilidade feminina, presente em todos os âmbitos da sociedade.

ilustrações realistas solidão feminina 2

Tudo começa com um projeto típico de arquitetura em preto e branco. Aos poucos, o artista começa a aplicar camadas de cor, até adicionar a figura humana, para depois continuar pintando digitalmente até atingir o nível de realismo desejado. Assista este vídeo em time-lapse para compreender seu processo de criação:

Uma bela analogia da solidão que todas as mulheres vivem diariamente, seja na criação dos filhos, na disparidade salarial, no preconceito e no sexismo, ou na falta de uma sociedade que lhes acolha e compreenda. É a arte, mais uma vez, mostrando seu papel essencial na discussão de questões que insistimos em ignorar.

Publicidade

Fotos: Twitter


Gabriela Glette
Uma jornalista e produtora de conteúdo que mora na França. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias. Gabriela também é fundadora do site Quokka Mag, onde fala apenas sobre coisas boas!

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Netflix vai além do ‘ligue djá’ e discute gênero em premiado documentário sobre Walter Mercado