Sustentabilidade

Londres vai proibir carros no centro e abrir ruas para pedestres e ciclistas

por: Mari Dutra

Na última sexta-feira, 15, a prefeitura de Londres anunciou a intenção de fechar áreas centrais da cidade para o trânsito de carros. A tendência se repete em outros países europeus. Madrid, Paris Oslo são exemplos de capitais que restringem a circulação de veículos em determinadas zonas. Na capital britânica, a novidade deve ser implementada à medida que o lockdown for flexibilizado.

As restrições devido ao isolamento social na Inglaterra começaram a ser relaxadas desde a última quarta-feira, 13. Uma das maneiras encontradas para promover o distanciamento é o incentivo à locomoção individual, em bicicletas ou a pé.

Para que isso seja possível, o prefeito Sadiq Khan e a Transport for London (TfL) pretendem criar calçadas mais amplas e aumentar a rede de ciclovias e ciclofaixas. Além disso, o trânsito de veículos deverá ser proibido em diversas ruas do centro, bem como nas pontes Waterloo Bridge e London Bridge.

– 7 cidades pelo mundo que estão se tornando livres de carros

Nesta segunda-feira, 18, passou a ser cobrada uma Taxa de Congestionamento. Trata-se de uma espécie de pedágio a ser pago por veículos que circulam na região central de Londres em horário comercial.

Além disso, só poderão circular em algumas regiões carros que atendam a critérios de baixa emissão de poluentes. Caso contrário, os condutores deverão pagar uma taxa extra diária para circulação.

Apesar das restrições, a prefeitura de Londres desencoraja o uso de transportes públicos neste primeiro momento, visto que representam maior risco de contágio por Coronavírus. O plano de fechamento de vias para a circulação de carros deve ser concluído nas próximas seis semanas, segundo informações do The Guardian.

“O transporte público só deve ser usado quando for absolutamente necessário – como último recurso. Muitos londrinos agora precisam caminhar ou andar de bicicleta. Todos que podem trabalhar em casa devem continuar a fazê-lo.”, declara um comunicado emitido pelo governo londrino.

Publicidade

Foto em destaque: Luke Stackpoole


Mari Dutra
Criadora do Quase Nômade, contadora de histórias, minimalista e confusa por natureza, com os dois pés (e um pet) no mundo. Chega mais perto no Instagram.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jacaré de 2 metros é encontrado em praia de Salvador e levado para centro de triagem