Tecnologia

Máscara elétrica autolimpante que carrega celular deverá custar apenas 1 dólar

por: Gabriela Glette

Devido à pandemia do coronavírus, diversos especialistas alertam para a, cada vez mais real, possibilidade de usarmos máscaras para sair de casa até, no mínimo, o final do ano. Por isto, diversas empresas estão estendendo sua gama de produtos e vão começar a produzir máscaras. Coloridas, estampadas e fashion. São máscaras para todos os gostos e estilos, mas certamente nenhuma tão tecnológica quanto a máscara elétrica autolimpante que carrega celular feita por pesquisadores israelenses.

máscara autolimpante 1

A máscara pode matar patógenos – como o da COVID-19, simplesmente consumindo energia de um carregador de smartphone. Para quem é de humanas é difícil imaginar como a mágica acontece, mas os cientistas da Faculdade de Ciências e Engenharia de Materiais de Technion, em Haifa, explicaram que a máscara pode usar uma corrente elétrica de qualquer carregador de celular padrão de 2 A para aquecer uma camada de fibra de carbono e matar quaisquer vírus perigosos que possam ter se acumulado em sua superfície.

máscara autolimpante 2

E o melhor de tudo: diferente de algumas marcas que querem lucrar a quaquer custo em plena pandemia, ela custará apenas US $ 1. Os responsáveis já entraram com um pedido de patente para a máscara com o objetivo de disponibilizá-la comercialmente nos Estados Unidos, mas ainda não sabem se ela estará disponível também em outros países.

máscara autolimpante 3

O grande objetivo ao produzir esta máscara foi no intuito de aliviar a grande quantidade de resíduos médicos gerados por máscaras faciais descartáveis e outros equipamentos de proteção individual. Além disso, espera-se que as máscaras reutilizáveis aliviem a escassez de máscaras nos Estados Unidos, que hoje já conta com mais de 100 mil mortes.

Publicidade

Foto 1: Technion Press Office

Fotos 2 e 3: Unsplash


Gabriela Glette
Uma jornalista e produtora de conteúdo que mora na França. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias. Gabriela também é fundadora do site Quokka Mag, onde fala apenas sobre coisas boas!

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
[NSFW] Brinquedo sexual masculino simula orgasmo feminino e causa polêmica