Ciência

NASA diz que homem voltará a pisar na Lua em menos de 5 anos

por: Yuri Ferreira

A Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (NASA) está colocando em prática um ambicioso plano de voltar à Lua até 2024, o Projeto Ártemis. Em 4 anos, a empresa deseja instaurar uma espécie de Estação Espacial na órbita lunar e fazer constantes explorações no nosso satélite, incluindo mineração e estudos científicos na superfície que não recebe visitas desde a Apollo 17, em dezembro de 1972.

O projeto, que vai custar bilhões, foi anunciado em 2019 e está sendo colocado em operação. A decisão aconteceu após grande pressão do Presidente Donald J. Trump, que deseja explorar o espaço novamente e conseguiu garantir apoio financeiro através do Congresso Americano para a implantação de novas pousagens na Lua.

Depois de 52 anos, superfície lunar receberá as pegadas de um astronauta novamente

“Recebemos um objetivo ambicioso e empolgante. A história comprovou que, quando recebemos uma missão do presidente, juntamente com os recursos e as ferramentas necessárias, podemos cumpri-la. Estamos comprometidos em fazer isso acontecer. Nós temos as pessoas para conseguir isso. Agora, só precisamos de apoio bipartidário e os recursos para tal”, afirmou Jim Bridenstine, administrador da NASA, durante o 35º Simpósio Espacial.

Os EUA desejam fazer a instalação da Estação Gateway, que vai funcionar como um escritório para astronautas e módulo de conexão com a Lua. Já foram investidos mais de 1 bilhão de dólares em motores para o novo foguete SLS, que será responsável pelo lançamento dos módulos para construção da Gateway na órbita lunar.

– ‘Eu voltei, agora pra ficar!’: Nasa vai enviar astronautas para permanecerem na lua

“A Gateway pode ser posicionada em uma variedade de órbitas ao redor da Lua, permite acesso a toda a superfície lunar e apoia o desenvolvimento de um sistema de aterrissagem humana reutilizável”, explicou William Gerstenmaier, administrador da Diretoria de Exploração Humana e Missão de Operações da NASA.

Essa é uma representação artística da estação orbital ‘Gateway’, planejada pela NASA

A primeira fase de instalação da estação será iniciada em 2022 com foguetes privados. Logo após, os foguetes Órion e SLS vão terminar os módulos finais da Gateway – que será praticamente do tamanho de uma quitinete – e, ao estar pronta, será ocupada por viajantes do espaço por até três meses.

A NASA hoje em dia concorre com diversas empresas privadas na corrida para a exploração comercial do espaço sideral. Algumas delas são a SpaceX, de Elon Musk e a Blue Origin, de Jeff Bezos. Dessa vez, vai ser um pouquinho mais difícil deixar passar alguma dúvida sobre as visitas à Lua.

A agência estadunidense também afirmou que o plano de exploração lunar conta com outro objetivo: enviar uma mulher à lua. 

“Nosso escritório de astronautas é muito diversificado e altamente qualificado. Acho que é muito bonito que, 50 anos depois da Apollo, o programa Artemis leve o próximo homem — e a primeira mulher — à Lua”, disse Jim Bridenstine em comunicado oficial.

 

Publicidade

Fotos: © NASA


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mais humanos estão evoluindo para ter três artérias nos braços; entenda porquê