Debate

Nova Zelândia: primeira-ministra é surpreendida por terremoto no meio de entrevista

por: Kauê Vieira

Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia que se destaca pela lucidez nos esforços para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus, protagonizou uma cena curiosa. Ela foi pega de surpresa por um terremoto enquanto falava ao vivo na televisão. 

– Nova Zelândia diz que ‘eliminou’ coronavírus e se prepara para reabertura

“Estamos tendo um pequeno terremoto aqui, Ryan”, disse ela que participava de um programa de TV local. Jacinda se assustou com o tremor, mas manteve a postura. “Você viu as coisas se movendo atrás de mim?”, perguntou com um sorriso, digamos, nervoso. 

Jacinda falava ao vivo quando terremoto ocorreu

– Nova Zelândia diz que ‘eliminou’ coronavírus e se prepara para reabertura

O terremoto de 5.6 graus ocorreu pouco mais de 90 quilômetros distante da capital Wellington. O sismo foi registrado por volta das 8 da manhã no horário local e pode ser sentido em outras partes da Nova Zelândia. Não existem, no entanto, relatos de feridos ou maiores problemas. 

Liderança contra covid-19 

O nome de Jacinda Ardern não é estranho aos que acompanham o debate sobre o avanço da pandemia do novo coronavírus. A primeira-ministra da Nova Zelândia anunciou recentemente que o país conseguiu controlar a doença. 

– Coronavírus: primeira-ministra da Nova Zelândia ‘dá aula’ de como governar em meio ao caos

“Eliminação quer dizer que atingimos o nível zero, mas que podemos ainda enfrentar o aumento gradual de casos. Não significaria que falhamos, mas que estamos em uma posição de tomada de decisões agressivas e que mantenham estes números baixos novamente”, alertou a primeira-ministra em pronunciamento. 

Jacinda cortou 20% do salário para ajudar no combate ao coronavírus

A atuação de Jacinda, que cortou 20% do próprio salário para auxiliar no combate à doença, ganhou destaque no cenário internacional por se distancviar do negacionismo de líderes como Boris Johnson, Donald Trump e Jair Bolsonaro, que minimizam os efeitos do vírus que matou mais de 300 mil pessoas no mundo todo. 

“Hoje posso confirmar que eu, ministros do governo e o alto escalão dos executivos do serviço público irão ter 20% de seus salários cortados pelos próximos seis meses, como sabemos que nossos concidadãos estão também tendo seus salários cortados ou perdendo empregos como resultado da pandemia global”, pontuou Ardern.

Até o momento, a Nova Zelândia teve 21 mortos e pouco mais de 1 mil casos confirmados de covid-19.  

Publicidade

Fotos: Reprodução


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Companheira de Porchat pelada em live acidentalmente vira notícia porque mesmo?