Diversidade

Professora cria ‘Super Trunfo’ com heróis e heroínas negras

por: Vitor Paiva

Toda brincadeira infantil possui um grande potencial pedagógico. Se a criançada segue adorando brincar com cartas, desde o Super Trunfo, passando pelo Magic, até as cartas do Pokémon, trazendo personagens dos quadrinhos ou cinemas como “heróis” para disputarem força e tantas outras características, foi observando tal potencial que a professora Perla Santos decidiu transformar verdadeiros heróis e heroínas da cultura negra brasileira em personagens de cartas – para ensinar história à molecada de forma tão divertida quanto instrutiva.

A iniciativa de Santos, que leciona na Escola Municipal de Ensino Fundamental Mario Quintana, em Porto Alegre, nasceu da percepção de que o ensino da história  e cultura afro-brasileira simplesmente não é oferecido nas escolas, ainda que seja matéria obrigatória segundo a lei 10.639, de 2003. Por isso a professora se inspirou em outros jogos de carta clássicos para trocar os personagens da ficção por grandes nomes da cultura, a luta e da história negra em nosso país. O jogo foi batizado de Bafo Afro.

A professora ficou responsável pela escolha das personagens e suas biografias, presentes nas cartas, enquanto seus alunos desenvolveram as regras do Bafo Afro. Trazendo Dandara, Zumbi dos Palmares, Teresa de Banguela, André Rebouças e José do Patrocínio, entre muitos outros, o jogo é disputado entre duplas, e uma maior quantidade de cartas com figuras femininas, para quem virar mais cartas primeiro, ganha mais pontos – a fim de valorizar justamente as figuras femininas, tão apagadas ao longo da história.

A ideia da professora é ir além, e utilizar a experiência para desenvolver outros jogos de alfabetização e ensino para crianças a partir de grandes personalidades negras de nossa história. As encomendas do Bafo Afro podem ser feitas através de seu perfil no Instagram.

Publicidade

© fotos: Ricardo Cury


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Lésbica e com Doença de Crohn, ela informa sobre colostomia e esmaga preconceitos nas redes