Empreendedorismo

Quarentena: empresa zera impostos e vende vinhos com até 65% de desconto

por: Yuri Ferreira

A empresa Wine, um e-commerce especializado em vinhos, anunciou uma promoção incrível para essa quarentena. Para mostrar a alta taxação que os vinhos sofrem no país, a loja resolveu cortar o custo dos impostos das garrafas e rótulos, que podem chegar a 65% de desconto. A promoção vale para associados ao Clube Wine e também para outros consumidores.

A medida foi lançada para expandir as vendas durante a quarentena. Apesar de o volume já ter aumentado durante o período, a iniciativa pretende alcançar ainda mais gente. Hoje, com 140 mil sócios, a Wine pretende aumentar ainda mais sua cartela de clientes.

– Quarentena: marca promete vinho em 2 horas para happy hour online

Empresa promete vinhos com até 65% de desconto durante a semana para animar seu happy hour na quarentena

A redução de impostos do vinho é uma pauta de diversos comerciantes, pois o produto pode chegar à taxação de 69%, especialmente se for importado. A iniciativa da Wine foi tomada nesse 20 de maio e vai durar cinco dias, para atentar para os dias Dia da Liberdade de Impostos (24/05) e Dia Nacional do Respeito ao Contribuinte (25/05). Você pode acessar o e-commerce da empresa nesse link.

“Com o imposto zero os produtos estarão com pelo menos 30% de desconto. Zerar os impostos é uma forma de chamar a atenção para mostrar como a alta carga tributária encarece as mercadorias no Brasil”, afirmou Alexandre Magno, diretor de e-commerce da Wine, à Exame.

– Conheça a incrível adega subterrânea com mais de 1,3 milhão de garrafas na Moldávia

Segundo o executivo, as vendas da plataforma já aumentaram de maneira exponencial durante o período de isolamento social. “O e-commerce da Wine está vendendo até 40% mais do que antes da pandemia, e o interesse pelo clube de assinatura aumentou em 30% o volume de captações de novos sócios”, completou Magno.

A taxação de vinhos é uma medida que tem como fim controlar o mercado. Além de prevenir contra o consumo abusivo da bebida – o que nem sempre se mostra uma alternativa eficaz -, as taxações maiores em garrafas importadas servem para proteger pequenos produtores nacionais, como os colonos do Rio Grande do Sul. Segundo o deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), a redução dos impostos em vinhos produzidos na Serra Gaúcha, combinada com uma maior taxação dos importados, pode ser uma solução para esse problema:

– Quarentena aumenta consumo de álcool e isso pode ter consequências graves

“Muitos fatores levaram a essa diferença de desempenho entre os produtos nacionais e os importados. Entre os principais motivos, sem dúvidas, está a tributação aplicada na cadeira produtiva nacional em comparação com a oneração imposta às importações. Enquanto os produtos externos chegam ao país completamente desonerados e, por vezes, subsidiados ou a preço de custo, os nacionais convivem com uma tributação complexa, excessiva e disfuncional”, acrescenta o deputado em seu projeto de lei – ainda não aprovado – que prevê aumento de 40% na taxação dos importados.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Orelo: plataforma de podcasts chega ao Brasil com formato que empodera produtores